fbpx

Jovens pra Frente (1968)

Sinopse

POSTER Jovens pra frenteUm padre, diretor de um asilo de menores, para reconstruir o prédio destruído pelas enchentes, conta com o apoio de cantores que se apresentam em shows beneficentes. Um concurso entre colégios de canto leva o padre a inscrever seus garotos. Ganha o concurso e um novo asilo.

Filme lançado em 1968, Oscarito fez a sua última participação no cinema na comédia musical Jovens Pra Frente, produção filmada em cores sob a direção de Alcino Diniz, pela Ultra Filmes, que conta também no elenco com Rosemary, Jair Rodrigues, Heloisa Helena, Emiliano Queiroz, José Ricardo, entre outros e participações espaciais de Boni e Jair Taumaturgo. O filme contava também com várias músicas interpretadas por Rosemary, Jair Rodrigues, Clara Nunes e o grupo Beats Boys.

Elenco

Oscarito
Rosemary
Jair Rodrigues
Heloisa Helena
Emiliano Queiroz
José Ricardo
Brasini, Mário
Pereira, Zeny
Patiño, Antonio
Henrique, Carlos
Pequenos Cantores da Casa de Nazaré
Nunes, Clara
Beats Boys
Conjunto Os Roses
Crespinho
Carr, Larry
Cicília, Ana
Lemos, Odete
Leite, Manoel

Participação especial:
Boni
Erick
Jair Taumaturgo

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Jovens pra Frente (1968) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Diniz, Alcino
Argumento: Diniz, Alcino
Roteiro: Diniz, Alcino
Diálogos: Diniz, Alcino
Assistência de direção: Cavalcanti, Cesar
Continuidade: Brasil, Lucila
Coreografia: Guizer, Ismael
Produção: Diniz, Alcino
Direção de produção: Araújo, Raul
Produtor associado: Fabiano, Rogério; Venba Promoções; Oscarito; Planalto – Cia. de Seguros Gerais
Assistência de produção: Pablo, Luiz; Barbosa, Carlos
Coordenação de produção: Quinan Neto; Lóes, Joel
Direção de fotografia: Sermet, Ozen; Gonçalves, Antonio
Assistência de câmera: Macedo, Jaime
Fotografia de cena: Miranda, Átila
Chefe eletricista: Moura, Ulisses de
Direção de som: Viana, Aloísio
Engenharia de som: Viana, Aloísio; Miranda, Átila
Efeitos especiais de som: José, Geraldo; Goulart, José
Montagem: Noya, Waldemar
Edição: Noya, Waldemar
Guarda-roupa: Teixeira, Alice
Cenografia: Monteiro, Mauro
Assistencia de cenografia: Rueda, Alfredo Arias
Contra-regra/acessórios de cenografia: Silva, Vinícius
Cabelereiro: Pereira, Ernani
Maquiagem: Oliveira, Josefina de; Almeida, Walter
Assistência de maquiagem: Luiz
Vestuário: Teixeira, Alice
Direção musical: Cortez, Getulio
Companhia Produtora: Ultra Filmes
Companhia Distribuidora: Ultra Filmes

Dados adicionais de música
Regente Maestro: Pachequinho – maestro

Título da música: Hei de vencer;
Música de: Melo, Clóvis e Sant’anna, Welton;
Intérprete(s): Rosemary; Rodrigues, Jair e Os Pequenos Cantores da Casa de Nazareth;

Título da música: Garôta hippie;
Música de: Cortês, Getúlio;
Intérprete(s): Rosemary;

Título da música: Tarde no circo, Uma;
Música de: Hora, Rildo;
Intérprete(s): Rosemary;

Título da música: Manino de rua;
Música de: Justo, Hélio e Justo, Deyse;
Intérprete(s): Rosemary;

Título da música: Barquinho, O;
Música de: Imperial, Carlos;
Intérprete(s): Rosemary;

Título da música: Combatente, O;
Música de: Santos, Walter e Santos, Tereza;
Intérprete(s): Rodrigues, Jair;

Título da música: Serenata em teleco-teco;
Música de: Gil, Gilberto;
Intérprete(s): Rodrigues, Jair;

Título da música: Vem chegando a madrugada;
Música de: Oliveira, Noel Rosa de e Paula, Adil de;
Intérprete(s): Rodrigues, Jair;

Título da música: Música da construção;
Música de: Cortêz, Getúlio;
Intérprete(s): Rosemary e Rodrigues, Jair;

Título da música: Lejania;
Música de: Gimenez, Hermínio;
Intérprete(s): Ricardo, José;

Título da música: Não consigo te esquecer;
Música de: Sanchez, Elizabeth
Intérprete(s): Nunes, Clara;

Título da música: Abre, sou eu!
Intérprete(s): Beats Boys

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Guia de Filmes, 17
O Estado de S. Paulo, 05.01.1969 e 11.01.1969
O Dia, 05.01.1969
Diário Popular, 05.01.1969
Fontes consultadas:
ACPJ/I
JN/Imigrantes – Espanhóis II
Correio da Manhã, 03.07.1968

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Jovens pra Frente. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/jovens-pra-frente/

Observações:
ACPJ/I aponta a distribuição da Urânio Filmes; apresentação da Planalto Filmes e da Verba Filmes; como gerente; o secretário ; e como assistentes; como técnico; como técnico; cena de ; como assistente de sonografia; efeitos de ; como assintente de cenografia; maquilagem de ; como cabelereiro; como contra-regra; como maquinista; como eletricista; como assistente de montagem; como anotadora; coordenação de ; coreografia de ; dublagem da Atlantida; o laboratório da Rex Filme; as canções “O Barco”, “Hei de vencer”, “Triste madrugada”, “O Combatente”, “Serenata em telecoteco” e acrescenta ao elenco .
Outras fontes grafam o nome do Conjunto Os Roses como Conjunto Rose’s Rose.
Os letreiros do filme, ao indicarem o elenco, não incluem Oscarito (como Padre João) e Giambatista como as outras fontes.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Um comentário em “Jovens pra Frente (1968)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.