fbpx

Julio Pecly (1974-2015)

Biografia

FOTO Julio PeclyJulio Pecly foi um cineasta e roteirista brasileiro nascido no dia 19 de março de 1974 no bairro de Cidade de Deus, no Rio de Janeiro. Como roteirista e diretor de curtas e longas, participou de vários cursos de audiovisual populares, em comunidades, como, por exemplo, CUFA, Nós do cinema e Cinemaneiro. Sempre se destacando com curtas-metragens desde 2004, foi fundador da Companhia Brasileira de Cinema Barato, ao lado de Marcelo Yuka, Leandro Firmino da Hora e Paulo Silva. Foi criador também do Cine Carceragem, cineclube que exibe filmes dentro de delegacias. Fez parte também da Boca de Filmes, produtora de curtas sediada na Cidade de Deus.

No ano de 2007, seu filme de curta-metragem Sete minutos, baseado em um de seus contos, que roteirizou e dirigiu, venceu o Festival do Rio, sendo eleito o melhor curta pelos críticos. Roteirizou e dirigiu também outros nove curtas-metragens, com ampla participação nos principais festivais de cinema do país.

Em 2009, a Companhia Brasileira de Cinema Barato, em parceria com a Cavídeo Produções, produziu seu primeiro longa-metragem de ficção, a comédia Vida de Balconista, com Mateus Solano no elenco.

Em 2011 seu primeiro longa-metragem documental, Enchente, teve sua primeira exibição participando da Mostra Aurora, segmento voltado a diretores estreantes dentro da Mostra de Cinema de Tiradentes (MG), renomado festival nacional. Julio Pecly fez parte da equipe de criação de Malhação – Conectados, da Rede Globo, temporada 2011/2012.

Entre os curtas e longas-metragens de Pecly, destacam-se: Sete minutos, O filme do filme roubado do roubo da loja de filmes, Favela 20X30, Atelier de Gaia e Enchente.

Apesar de todos os problemas que ele teve na vida, como ser pobre, negro, favelado, cadeirante e com Distrofia Muscular de Duchennne (doença degenerativa), em vez de ficar sentado esperando pela morte, o Julio correu atrás de seu sonho de ser escritor e roteirista e fez vários filmes, além de ter conseguido um emprego na Rede Globo. Ele foi alguém que mostrou que a gente pode e deve ir em busca de nossos desejos, porque, por mais difícil que seja, eles podem ser alcançados.

Infelizmente, Julio Pecly faleceu em janeiro de 2015, após sofrer uma parada cardiorrespiratória.

Pela seu importante trabalho feito pelo cinema brasileiro, e de periferia, Júlio Pecly foi homenageado em março de 2015 na 14ª Mostra de Cinema Livre, no Centro Cultural Banco do Brasil.

Filmografia

2011 :: Enchente
2007 :: Sete minutos
2006 :: O filme do filme roubado do roubo da loja de filmes
:: Favela 20X30
:: Atelier de Gaia

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.