fbpx

Karen Harley

Biografia

Karen Harley é uma cineasta e montadora brasileira nascida em Recife (PE) em 1965.

Começou a carreira dirigindo curta-metragens. Em seguida, passou a editar, trabalhando com diretores como Carlos Diegues, Fábio Barreto, João Jardim e Walter Carvalho. Atua como montadora de cinema e televisão desde os anos 1990.

Junto a Mair Tavares, assinou a montagem dos filmes como O Quatrilho (1995), de Fábio Barreto; Tieta do Agreste (1996) e Veja esta Canção (1994), de Carlos Diegues.

Em 1997, dirigiu seu primeiro vídeo, Com o oceano inteiro para nadar, documentário sobre o artista plástico Leonilson, que recebeu Prêmio Especial do Júri no 13º Rio Cine Festival (1997); Melhor Vídeo no 5º Festival Mix Brasil (1997); e Melhor Direção e Melhor Fotografia no Festival de Cinema de Ceará 1998. Foi premiada também pelo MTV 2000 Video Music Brasil, com o videclipe Minha Alma, do Rappa.

Em 2001, montou, junto com João Jardim, Janela da Alma, documentário de sucesso dirigido por João Jardim e Walter Carvalho.

Em 2002, também assinou a montagem, em dupla com o diretor, do filme As Três Marias (2002), dirigido por Aluísio Abranches. Em parceria com o finlandês Mika Kaurismaki, cineasta apaixonado pela cultura brasileira, trabalhou nos filmes: Moro no Brasil (2002), Honey Baby (2003) e eBrasileirinho (2005).

Em 2005, montou Cinema, Aspirinas e Urubus, do diretor Marcelo Gomes, que estreou na Mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes. O filme ganhou, entre outros, o prêmio de Melhor Montagem no Grande Prêmio do Cinema Brasileriro, promovido pela Academia Brasileira de Cinema.

Em 2006, montou o premiado filme Baixio das Bestas, de Cláudio Assis.

Em 2010, estreou na direção do documentário de longa-metragem Lixo Extraordinário, codirigido com João Jardim e com a documentarista inglesa Lucy Walker. Lixo Extraordinário que teve sua premiere mundial no Festival Sundance 2010 e arrematou o Prêmio do Público de Melhor Documentário Internacional. O filme recebeu ainda os prêmios Especial do Júri e Melhor Documentário (pelo Júri Popular) do Festival de Paulínia de 2010.

Filmografia

:: Filmografia como Montadora ::

2019 :: Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar
2018 :: Hilda Hilst pede contato
2017 :: Vergel
2017 :: Zama
2015 :: Big Jato, de Claudio Assis
2014 :: Que horas ela volta?
2014 :: O Fim e os Meios
2013 :: Os Amigos, de Lina Chamie. Prêmio de melhor montagem no Festival de Gramado de 2013
2012 :: Era uma Vez Eu, Verônica
2012 :: A Coleção Invisível
2010 :: Febre do rato, de Claudio Assis. Prêmio de melhor montagem no Festival de Paulínia 2011.
2009 :: Viajo porque preciso, volto porque te amo
2008 :: A Festa da Menina Morta
2007 :: Baixio das Bestas
2005 :: Cinema, Aspirinas e Urubus
2005 :: eBrasileirinho, de Mika Kaurismaki
2005 :: Nascente
2003 :: Honey Baby, de Mika Kaurismaki
2002 :: Janela da Alma
2002 :: As Três Marias
2002 :: Moro no Brasil, de Mika Kaurismaki
1996 :: Tieta do Agreste
1995 :: O Quatrilho
1994 :: Veja esta Canção

:: Filmografia como Diretora ::

2009 :: Lixo Extraordinário
1997 :: Com o oceano inteiro para nadar

:: Filmografia como Ela Mesma ::

2019 :: Na Ilha

Prêmios

2011 :: Prêmio de Melhor Montagem pelo seu trabalho no filme A Febre do rato no Paulínia Festival de Cinema 2011

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Karen Harley. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/karen-harley/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]