fbpx

Kate Lyra

Biografia

Katherine Lee Riddell Caughey de Barbosa Lyra, em arte conhecida como Kate Lyra, é ema atriz, cantora, compositora, cineasta e roteirista norte-americana nascida na cidade de Ray no dia 03 de julho de 1949. Ainda que nascida nos Estados Unidos, ela fez carreira no Brasil.

Brasileiro é tão bonzinho. Foi com esse bordão, dito em tom transbordando de sensualidade, que a americana radicada no Brasil, Kate Lyra, esquentou a libido de muita gente. Mas muito mais que isso, Kate Lyra levou seu talento para a música, a televisão e, claro, para o cinema – onde se tornou uma das musas de Walter Hugo Khouri.

Nascida nos Estados Unidos, Kate Lyra casou-se com o cantor e compositor Carlos Lyra, um dos fundadores da Bossa Nova, no final dos anos 1960.

Radicada no Brasil desde os anos 70, Kate Lyra atuou em programas humorísticos como Planeta dos Homens, na Globo, e na Praça da Alegria, no SBT. E foi na década de 1970 que Kate Lyra iniciou sua trajetória de atriz no cinema brasileiro, atuando em filmes como Banana Mecânica, de Braz Chediak, e Um Edifício Chamado 200, de Carlos Imperial.

Mas foi na década de 1980 que Kate Lyra vai se encontrar com o cineasta que vai utilizar melhor sua persona cinematográfica: o mestre Walter Hugo Khouri. Kate Lyra vai atuar em três filmes do cineasta, todos eles clássicos: O Prisioneiro do Sexo (1978), Convite ao Prazer (1980), e Eros, O Deus do Amor (1981). A atriz esteve também no grande sucesso erótico Mulher Objeto (1981), de Sílvio de Abreu.

Além de atriz, Kate Lyra é compositora, roteirista – co-roteirizou A Causa Secreta (1994), de Sérgio Bianchi; e pesquisadora de música – participou do documentário Sou Feia, mas tô na Moda (2005), de Denise Garcia.

Nos anos 2000, após mais de duas décadas afastada da televisão, fez algumas participações especiais em seriados da Globo e também esteve nas novelas Amor e Intrigas (Record/2007) e Passione (Globo/2010).

Filmografia

:: Filmografia como Atriz ::

2012 :: Os Penetras
2005 :: Sou Feia, mas tô na Moda
2000 :: Bossa Nova
1998 :: Caminho dos sonhos
1992 :: Kickboxer 3: The art of war (Kickboxer 3 – A arte da guerra)
1981 :: Mulher Objeto
1981 :: Eros, O Deus do Amor
1980 :: O Convite ao Prazer
1979 :: Nos Tempos da Vaselina
1978 :: O Prisioneiro do Sexo
1979 :: Uma Fêmea do Outro Mundo
1979 :: Nos Tempos da Vaselina
1975 :: A Extorsão
1974 :: O Signo de escorpião
1974 :: Banana Mecânica
1973 :: Um Edifício Chamado 200

:: Filmografia como Diretora ::

:: O Círculo

Prêmios

1994 :: Prêmio APCA de Melhor Roteiro pelo filme A Causa Secreta, de Sérgio Bianchi.

Bibliografia

Fontes de Referência

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Kate Lyra. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/kate-lyra/
MULHERES DO CINEMA BRASILEIRO. Kate Lyra. Disponível no endereço: http://www.mulheresdocinemabrasileiro.com/katelyra.htm – Mulheres do Cinema Brasileiro – Brasil

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.