fbpx

Kito Junqueira (1948-2019)

Biografia

FOTO Kito JunqueiraHeráclito Gomes Pizano, em arte conhecido como Kito Junqueira, foi um ator brasileiro nascido em São Paulo (SP) no dia 15 de maio de 1948. Cursou a Escola de Artes Dramáticas de São Paulo.

Em 1973, estreou na televisão, pela TV Tupi, na novela Divinas e Maravilhosas. Depois de algum tempo, transferiu-se para a TV Globo e participou de Espelho Mágico (1977) e Te Contei? (1978). Pela TV Bandeirantes fez quatro novelas: Cavalo Amarelo (1980), Os Adolescentes (1981), Ninho da Serpente (1982) e Campeão (1982). Pela TV Manchete, Chapadão do Bugre (1988) e Pantanal (1990).

No teatro, recebe vários prêmios, com a peça Bent, de M. Sherman, em que produziu e atuou, como Mambembe, APCA, Molière, etc. Fez outras como Falemos sem Calça, de G. Gentile (Prêmio de Ator Revelação); Não Explica que Complica, de A. Ayckbom; A Herdeira, de Henry James; O Encontro de Descartes com Pascal, de Jean-Claude Brisville (Prêmio Mambembe e Molière de melhor ator; Prêmio APCA de melhor peça, melhor cenário e melhor figurino); O Últi mo Encontro, de E. Steen; O Monta Cargas, de Harold Pinter; e As Cinzas de Mamãe.

De 1994 a 1998, Kito Junqueira exerceu o cargo de Deputado Estadual, em São Paulo, sendo eleito com mais de 30 mil votos. Em 2018, foi candidato a Deputado Federal no Paraná pelo Partido Progressista (PP), porém não se elegeu.

Em 2006, apresentou o programa Acredite se Quiser, pela TV Bandeirantes. Depois de oito anos afastado da televisão, retornou para a teledramaturgis em 2006, contratado pela TV Record, para participar de Vidas Opostas, Chamas da Vida (2008) e, mais recentemente, de A Lei e o Crime (2009).

Em 2008, retornou ao teatro na peça Desencontros Clandestinos.

Foi casado com a advogada Lúcia Alvarez, sequestrada e assassinada em 2003, com quem teve uma filha, Natália Pizano Coca (1984), e depois com Márcia Bini e Maria Santos Pizano.

O ator e diretor de teatro Kito Junqueira morreu subitamente em casa, em Curitiba, aos 71 anos, na noite do dia 22 de agosto de 2019, vítima de um infarto.

Filmografia

:: Filmografia como Ator ::

2006 :: Topografia de um Desnudo
1995 :: La Lona (CM)
1987 :: Eternamente Pagu

:: Filmografia como Ele Mesmo ::

2009 :: Caro Francis

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

G1. Ator Kito Junqueira morre aos 71 anos, em Curitiba. Disponível no endereço: https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2019/08/23/ator-kito-junqueira-morre-aos-71-anos-em-curitiba.ghtml
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Kito Junqueira. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/kito-junqueira/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.