fbpx

Leila Diniz (1987)

Sinopse

O longa-metragem reconstrói a trajetória de vida dessa que é uma das maiores estrelas do cinema brasileiro: a atriz Leila Diniz. O estrelato, a liberação sexual e a trágica morte num acidente aéreo.

Leila para sempre Diniz, feliz na lembrança gravada: moça que sem discurso nem requerimento soltou as mulheres de 20 anos presas ao tronco de uma especial escravidão. Com essas palavras, Carlos Drummond de Andrade descreveu como poucos esse ícone da cultura brasileira, anos luz à frente de seu tempo, cuja trajetória foi tragicamente interrompida aos 27 anos por um acidente de avião.

O filme retrata episódios marcantes da vida de Leila, como a famosa entrevista ao jornal O Pasquim, o desfile na Avenida Rio Branco, além dos amores, como os cineastas Domingos de Oliveira e Ruy Guerra, o ator Henrique Martins e o músico Toquinho, entre outros.

Para escrever o roteiro do filme, Lacerda mergulhou nos vários diários que ela escreveu até o último minuto de sua vida, nos testemunhos dos amigos em comum, nas páginas dos jornais da época, nos filmes e especialmente em sua própria memória. Por insistência de Glória Perez, Eduardo Mascarenhas e Cacá Diniz, virou também personagem do filme, interpretado por Diogo Vilela. No papel da biografada, Louise Cardoso, ao lado de um elenco com grandes nomes como Tony Ramos, Marieta Severo, Stenio Garcia, Marcos Palmeira, Antônio Fagundes, Hugo Carvana, Dennis Carvalho e José Wilker.

O filme Leila Diniz, rodado em 1987, conta a conturbada trajetória da atriz. “O resultado teve muita receptividade do grande público, especialmente a juventude, pelos júris dos festivais nos quais o filme acumulou prêmios, e até pela crítica – que a rejeitou durante a vida”, afirma o roteirista e diretor da obra.

Elenco

Louise Cardoso (Leila Diniz)
Carlos Alberto Riccelli (Domingos de Oliveira)
Diogo Vilela (Luiz Carlos Lacerda, Bigode)
Tony Ramos (Nilton Diniz)
Marieta Severo (Isaura)
Antônio Fagundes (Ruy Guerra)
Stênio Garcia (Hermes)
Karen Acioly (Neném)
Paulo César Grande (Nando)
Rômulo Arantes (Toquinho)
Marcos Palmeira (Marquinhos)
Otávio Augusto (Marcelo Cerqueira)
Jayme Periard (Eduardo)
André Felipe Mauro (André)

Participações Especiais:
José Wilker (Henrique Martins)
Mariana de Moraes (Amiga de Leila)
Dênis Carvalho (Flávio Cavalcanti)
Hugo Carvana (Executivo de TV)
Oswaldo Loureiro (Ministro Alfredo Buzaid)
Yara Amaral (Diretora do Colégio)
Nildo Parente (Ator)
Paulo Villaça (Delegado)
Wilson Grey (Garçom)
Guilherme Karan (Diretor da Banda de Ipanema)
Monique Lafond (Atriz)
Arduíno Colassanti (Pai de Mariana)
Tânia Scher (Mãe de Mariana)
Ilva Niño (Fã, na praia)
Jorge Laffond
Carlos Wilson (Garçom do Bar)
Paulo Reis (Luis Carlos Prestes)
Sheila Mattos
Divana Brandão

Como eles mesmos:
Sérgio Cabral
Danuza Leão
Eduardo Mascarenhas
Pedro Bial
Chacrinha
Tarso de Castro
Luiz Fernando Goulart

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Leila Diniz (1987) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Luiz Carlos Lacerda
Roteiro: Luiz Carlos Lacerda
Assistência de direção: Fonseca, Luiz Henrique; Alvarenga Jr.; Mascarenhas, Eduardo
Produção: Luiz Carlos Lacerda
Produção Executiva: Carlos Alberto Diniz
Produtores Associados: Braga, Lúcia Almeida; Leme, João Paes; Sigelmann, Ines Bloch; Moine, Patrick; Cozer, Jair; Chadrycki, Samuel; Dodebei, João Carlos de Mattos; Barros, Oswaldo de; Gushikem, Auro Norimassa; Disitzer, Flávio
Direção de Fotografia: Nonato Estrela
Direção de Arte: Yurika Yamasaki
Figurino: Mara Santos
Montagem: Ana Maria Diniz
Música Original: David Tygel
Companhia(s) produtora(s): Ponto Filmes; Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.
Companhia(s) produtora(s) associada(s): Moinhos Vera Cruz S.A.; Farina S.A.; Ponto Frio Bonzão; Inega – O Jeans de Ipanema; Fábrica Bangú
Companhia(s) distribuidora(s): Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Prêmios

:: Troféu Candango de Melhor Atriz para Louise Cardoso, no Festival de Cinema de Brasília.

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

LACERDA, Luiz Carlos. Leila Diniz. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

http://www.cinemateca.org.br/ – Cinemateca Brasileira – Brasil

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

3 comentários sobre “Leila Diniz (1987)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.