fbpx

LIVRO – Amar, verbo intransitivo – IDÍLIO

Sinopse

Fraülein, a professora de amor, é uma personagem marcante da Literatura. Uma heroína independente em um mundo masculino. Nesta história de sedução de um adolescente por uma mulher madura, Mário de Andrade capta como poucos os mistérios da alma feminina.

Em Amar, verbo intransitivo – IDÍLIO, a alemã se ocupa da instrução dos filhos dos Sousa Costa. A pele rosada, os olhos pouco profundos, a mecha de cabelo loiro presa cem vezes e que torna a cair despertam, aos poucos, o desejo de Carlos. Logo, o menino se vê aprisionado por um sentimento para além do pouco interesse pelas aulas de alemão.

O enredo arrancou aplausos de modernistas e críticas de conservadores em 1927. O romance mostra o experimentalismo de Mário de Andrade, que se consolidaria em Macunaíma, o herói sem nenhum caráter. Ao tocar em tema tão polêmico, a presente obra atrai até hoje o interesse dos leitores.

Contando a iniciação sexual de um adolescente com uma mulher contratada pelo próprio pai, o livro Amar, verbo intransitivo teve uma versão cinematográfica, lançada em 1975, com o título Lição de Amor, com direção de Eduardo Escorel.

Dados Técnicos


Título: Amar, verbo intransitivo – Idílio
Autor: Mário de Andrade
Editora: Via Leitura
Ano da Edição: 2016
Encadernação: Brochura | 20,8 cm x 13,8 cm | 128 páginas
ISBN: 978-8567097251

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.