fbpx

LIVRO – Brasil em Tempo de Cinema: ensaio sobre o cinema brasileiro de 1958 a 1966

Sinopse

Em Brasil em tempo de cinema, Jean-Claude Bernardet faz a interpretação crítica dos filmes realizados no Brasil entre 1958 e 1966, época do surgimento e da consolidação do Cinema Novo. Mas sua reflexão não se limita ao movimento liderado por Glauber Rocha. Seu leque abrange desde a suposta sofisticação de um Walter Hugo Khouri até o suposto primitivismo de um José Mojica Marins. O autor se empenha em mostrar as conexões entre filmes aparentemente díspares e o modo como eles se relacionam com o país em transformação.

O eixo da análise de Bernardet é o papel ambíguo e oscilante da classe média brasileira, dividida entre a simpatia pelo proletariado e a subserviência à elite, entre a apatia e o desejo de mudança, entre a revolta estéril e o sonho de ascensão social.

Quatro décadas depois de escrito, este ensaio, saudado em sua época por Paulo Emílio Salles Gomes e Otto Maria Carpeaux (em textos incluídos no livro), mantém intacta sua atualidade e ajuda a iluminar os impasses do cinema que se produz hoje no país.

Esta edição traz um depoimento de Eduardo Coutinho, em que o cineasta fala de sua relação com a obra crítica de Jean-Claude Bernardet, e um prefácio de Carlos Augusto Calil, analisando a importância de Brasil em tempo de cinema a partir de um olhar contemporâneo.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.