fbpx

LIVRO – Cinema e Economia política

Sinopse

Se a cultura pode ser ofertada no mercado, ainda que esta não seja a sua missão essencial, ela é também valorização – no sentido não-econômico – das potencialidades criativas de nações, povos e comunidades. Essa ambigüidade é o ponto de partida das reflexões de todos os autores inseridos nesta coletânea. O foco é o cinema, mas o debate extrapola os contornos da mais comercial das artes.

Deparamo-nos com economistas preocupados em valorizar a cultura nacional por meio da indústria cinematográfica e com artistas interessados no fortalecimento do mercado de cinema no Brasil. Olhares invertidos? Ou o começo de uma perspectiva interdisciplinar, interessada na produção de obras originais e viáveis economicamente, desde que o mercado possa ser regulado pelo Estado e este pela sociedade civil?

Cinema e Economia Política, que integra a coleção “Indústria Cinematográfica e Audiovisual Brasileira”, coordenada por Alessandra Meleiro, é a prova de que já se encontra preparado o terreno para a gestação de uma “economia política do audiovisual” no Brasil.

Os textos de Marco Farani, Edna dos Santos-Duisenberg, Alessandro Teixeira, César Bolaño e Anna Carolina Manso, Valério Cruz Brittos e Andres Kalikoske, Fabio Sá Earp e Rodrigo Guimarães e Souza, Marcos Alberto Sant´Anna Bitelli, Isaura Botelho e Alexandre Barbosa permitem também constatar que este campo de conhecimento, além da interdisciplinaridade que lhe é intrínseca, não se esgota na reflexão, estando muito freqüentemente associado à busca de novos caminhos para a ação política transformadora das relações econômicas e sociais.

Sumário

Introdução: Alexandre Barbosa

I. Cinema e Política: A política externa e a promoção do cinema brasileiro no mercado internacional – Marco Farani

1. O apoio do MRE ao cinema brasileiro no exterior
2. A atuação do Ministério das Relações Exteriores
3. Semanas de cinema brasileiro no exterior: uma iniciativa exemplar
4. Festivais internacionais: o trabalho do MRE na abertura de portas para o cinema brasileiro
5. O cinema brasileiro como instrumento de nossa política externa
6. O prêmio Itamaraty para o cinema brasileiro: um prêmio de prestígio
7. Ações no campo político
8. Por uma política externa audiovisual
9. Conclusões

II. A economia criativa e a indústria cinematográfica na sociedade contemporânea – Edna dos Santos-Duisenberg

1. Economia criativa: um conceito em evolução
2. Desafios da economia criativa para os países em desenvolvimento
3. Brasil: desafios contornáveis e oportunidades viáveis

III. Fortalecimento de negócios audiovisuais no mercado externo: um olhar sobre o setor cinematográfico – Alessandro Teixeira

1. Introdução
2. O setor cinematográfico no Brasil
3. Um olhar global
4. A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) – histórico e missão
5. Projetos Setoriais Integrados (PSIs) – Foco no setor audiovisual
6. Conclusões

IV. Para uma economia política do audiovisual brasileiro. Cinema, televisão e o novo modelo de regulação da produção cultural – César Bolaño e Anna Carolina Manso

1. O modelo brasileiro de regulação das comunicações em transição
2. O cinema nacional na mudança do modelo de regulação do audiovisual
3. O padrão Globo de cinema: estratégias empresariais
4. Digitalização, redução de custos e concentração
5. Conclusões

V. Economia e audiovisual: as barreiras à entrada nas indústrias culturais contemporâneas – Valério Cruz Brittos e Andres Kalikoske

1. Introdução
2. Economia e audiovisual
3. Barreiras e lógicas
4. Teledramaturgia e fluxo
5. Conclusões

VI. Incentivando a produção de “blockbusters” no Brasil – Fábio Sá Earp e Rodrigo Guimarães e Souza

1. Introdução
2. O problema do preço do ingresso
3. O grande público resulta do lançamento de blockbusters
4. O problema fiscal
5. Esboço de uma proposta
6. Conclusões

VII. Ética e Direito aplicados ao cinema e ao audiovisual – Marcos Alberto Sant’Anna Bitelli

1. Introdução
2. O direito brasileiro e a indústria audiovisual
3. Direitos autorais e produção audiovisual
4. Os direitos sobre o audiovisual no ambiente da Internet e da TV 2.0

VIII. As práticas do audiovisual na Região Metropolitana de São Paulo – Isaura Botelho

1. O uso do tempo livre e as práticas culturais
2. Algumas considerações sobre as práticas culturais
3. Práticas relativas ao audiovisual na pesquisa
4. A etapa qualitativa
5. Conclusões

Leia a introdução do livro “Cinema e Economia Política”

Saiba mais sobre a coleção “Indústria Cinematográfica e Audiovisual Brasileira”

Dados Técnicos

Título: Cinema e Economia Política
Coleção: Indústria Cinematográfica e Audiovisual Brasileira (Volume II)
Organizadora: Alessandra Meleiro (Org.)
Editora: Escrituras
Páginas: 240

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “LIVRO – Cinema e Economia política

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.