fbpx

LIVRO – O bandido da luz vermelha

Sinopse

LIVRO - O bandido da luz vermelhaEsta edição celebra os 40 anos o filme O Bandido da Luz Vermelha, que é, sem dúvida, um dos mais importantes da história do cinema brasileiro. O jovem crítico de cinema Rogério Sganzerla (1946-2004), que escreveu e dirigiu a produção com coragem e originalidade, fez um filme revolucionário na linguagem, que, de certa maneira, deu origem ao movimento udigrudi, o underground da boca do lixo paulistana.

Embora inspirado em fatos reais (existiu mesmo, e foi famoso, este bandido que assaltava as pessoas usando uma lanterna com luz vermelha), não se apegou por demais aos fatos. Eles apenas servem de base para um delirante e bem-humorado exercício de linguagem, cheio de performances marcantes (dentre elas, a do comediante Pagano Sobrinho, hoje esquecido, mas famoso então, na TV Record, por seus tipos muito paulistanos) e momentos inesquecíveis.

É todo narrado por um casal de locutores, Helio Aguiar e Mara Duval, como se fosse um rádio-teatro policial. Paulo Villaça faz o bandido, e Luiz Linhares, o policial que o persegue. Desde as filmagens, Rogério se casou com a estrela, Helena Ignez, que é responsável por esta edição, que tem apresentação do crítico da Folha de S.Paulo Inácio Araújo e de Steve Berg.

Agora, pela primeira vez, está disponível o roteiro original de Rogério Sganzerla, em um trabalho de resgate e preservação da memória cultural do Brasil.

Dados Técnicos

Título: O bandido da luz vermelha
Autor: Rogério Sganzerla
Editora: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo
Ano da Edição: 2009
Encadernação: Brochura | 12 cm x 18 cm | 176 páginas
ISBN: 978-85-7060-669-3

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “LIVRO – O bandido da luz vermelha

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.