fbpx

Luar do Sertão (1971)

Sinopse

Numa cidadezinha do interior paulista, todos vivem felizes: Tinoco e sua noiva Joana, Pirulito e Nhá Barbina. Um dia chegam os homens encarregados de abrir uma estrada de ferro e, com eles, os aborrecimentos. Paulo, um dos engenheiros, tenta afastar Joana de Tinoco. Este é acusado do roubo do dinheiro dos operários e vai preso. Tonico pressiona o delegado a investigar o caso, para que Tinoco prove sua inocência.

Elenco

Tonico
Tinoco
Simplicio …. Delegado suplente
Barbina, Nhá (Professora)
Pirolito …. Pirulito
Costa, Marlene (Joana)
Bakker, Petrus (Paulo)
Camargo, Letacio (Padre)
Sacomani, Luiz (Beppo)
Santiago, Baby (Policial)
Louzada, Wilson

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Luar do Sertão (1971) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Osvaldo de Oliveira
Argumento: Tonico e Tinoco; Palacios, Alfredo
Roteiro: Souza, Márcio de; Osvaldo de Oliveira e Lucia, Ana
Assistência de direção: Souza, Márcio de; Franco, Ana Lucia Rocha
Continuidade: Silva, Maria Ignez
Produção: Palacios, Alfredo; Galante, Antonio Polo
Direção de produção: Camargo, Letacio
Assistência de produção: Oliveira, João Luiz de
Direção de fotografia: Osvaldo de Oliveira
Câmera: Osvaldo de Oliveira
Assistência de câmera: Reis, Miro
Fotografia de cena: Amaral, José
Eletricista: Souza, Antonio de; Louzada, W.; Silva, Antonio
Técnico de som: Cabalar, Julio
Montagem: Renoldi, Sylvio
Guarda-roupa: Silva, Maria Ignez
Companhia(s) produtora(s): Titanus Filmes; Servicine – Serviços Gerais de Cinema Ltda.
Companhia Distribuidora: Titanus Filmes

Canção
Título: Luar do sertão;
Autor da canção: Cearense, Catulo da Paixão;

Título: Moreninha linda;
Autor da canção: Priminho; Maninho e Tonico;

Título: Pé de ipê;
Autor da canção: Tonico;

Título: Chuá-chuá;

Título: A Saudade, Vai;
Autor da canção: Tonico e Tinoco;

Título: Brasil caboclo;

Título: Cana verde;
Autor da canção: Tonico e Tinoco;

Título: Chora cavaquinho;
Autor da canção: Tonico e Tinoco;

Título: Baile na colonia;
Autor da canção: Tonico e Tinoco;

Título: Pagode abafado;
Autor da canção: Francisco, Antonio;

Título: Viola, manhosa;
Autor da canção: Francisco, Antonio;

Título: Canta, viola;
Autor da canção: Francisco, Antonio;

Título: Viola triste
Autor da canção: Francisco, Antonio

Instrumentista: Francisco, Antonio – viola; Tonico & Tinoco – violões

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Guia de Filmes, 36
ALSN/DFB-LM

Fontes consultadas:
ACPJ/II

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Luar do Sertão. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/

Observações:
ACPJ/II indica: distribuição da Fama Filmes; Antonio P. Galante como produtor associado; diálogos de Ana Lúcia R. Franco; sonografia de Júlio P. Cabalar; música de Capitão Furtado; a canção Calango mineiro; e no elenco inclui Letácio Camargo.
ALSN/DFB-LM informa tratar-se de um remake do filme LUAR DO SERTÃO dirigido por Tito Batini e Mario Civelli, em 1949.
Letreiros informa O título ‘LUAR DO SERTÃO’ foi cedido pelo Sr. Guimarães Martins.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.