fbpx

Luiz Carlos de Oliveira Borges

Biografia

FOTO Luiz Carlos de Oliveira BorgesLuiz Carlos de Oliveira Borges é um diretor, pesquisador e professor brasileiro nascido na cidade de Cuiabá (MT). É Mestre em Cinema pela Escola de Comunicação e Artes da USP, idealizador e produtor do Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá desde a sua primeira edição. Pesquisador, servidor técnico-administrativo da Universidade Federal de Mato Grosso, professor universitário, realizou seus dois trabalhos iniciais em vídeo em São Paulo: Linhas Cruzadas (1988) e Arca de Nois (1989). De 1992-1998, quando supervisor do Cineclube Coxiponés, promoveu a aquisição do acervo fotográfico e cinematográfico do cinegrafista armênio Lázaro Pappazian.

Quando de seu retorno a Mato Grosso, em 1992, realizou o curso Núcleo de Cinema de Mato Grosso, com os cineastas Carlos Reichembach, Denoy de Oliveira, Dib Lufti, Eduardo Leone e Eduardo Santos Mendes, que resultou em três curtas-metragens – Olhos, Luz e Espelho –, criação coletiva dos alunos.

Coordenou o Núcleo de Cinema de Mato Grosso que, em 1993, transformou-se na Associação Mato-grossense de Audiovisual (ABD-MT). Foi diretor de produção do longa-metragem Mário (1988), do cineasta Hermano Penna. Em 1999, realizou seu primeiro curta-metragem, A Cilada com Cinco Morenos, prêmio de melhor filme no IV Brazilian Film Festival of Miami (nos Estados Unidos). No mesmo ano, coproduziu o longa-metragem Latitude Zero, de Toni Venturi. Em 2001, produziu o curta-metragem Baseado em Fatos Reais. Em 2007, foi coprodutor e assistente de direção do curta-metragem Nó de Rosas, de Glória Albues.

Livros Publicados

BORGES, Luiz Carlos de Oliveira. Filmografia do cinema em Mato Grosso. Cuiabá: Entrelinhas, 2008.

BORGES, Luiz Carlos de Oliveira. Memória do Cinema em Mato Grosso. Cuiabá: Entrelinhas, 2008.

BORGES, Luiz Carlos de Oliveira. Mito do Cinema em Mato Grosso: Arne Sucksdorff. Cuiabá: Entrelinhas, 2008.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.