fbpx

Luiz Fernando Guimarães

Luiz Fernando Guimarães é um ator e comediante brasileiro, nascido na cidade do Rio de Janeiro (RJ) no dia 20 de novembro de 1949.

Filho dos bancários Yara e Hélio, foi criado num condomínio de bancários, em Laranjeiras. Aos 17 anos vai trabalhar num banco, como escriturário. Tornou-se ator por acaso, em 1974, ao substituir um amigo na peça O Inspetor Geral, de Gogol, encenada pelo grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone, que revelou também Regina Casé, Evandro Mesquita e Patrícia Travassos.

Sua estreia no cinema aconteceu em 1976, atuando em O Ibraim do Subúrbio (1977), ainda como apenas Luiz Fernando, mas antes interpretou Colibri em Uma Rosa com Amor em 1972.

Na televisão, fica conhecido na década de 1980 nos comerciais da Caixa Econômica Federal. Em 1984, estreou na TV Globo no programa Plunct, Plact, Zuuum. Seu sucesso na televisão foi lento. Participou na Rede Globo do programa infantil Sítio do Picapau Amarelo, ao lado de Regina Casé, sua companheira dos tempos do Asdrúbal. Em sua primeira participação importante em novela (Vereda Tropical, 1984) conquistou o público no papel de Miro, um vigarista trapalhão.

Até 1984 desenvolveu sólida carreira no cinema, em filmes importantes como Rio Babilônia, Bar Esperança – O último que fecha, entre outros.

O sucesso absoluto aconteceu em 1988, quando integrou o elenco do humorístico TV Pirata, grande sucesso que deu impulso e notoriedade nacional à sua carreira. Foi o grande destaque do primeiro ano do programa com o quadro Fogo no Rabo, cuja abertura parodiava Roda de Fogo, novela escrita por Lauro César Muniz. Luiz Fernando interpretava Reginaldo, empresário inescrupuloso que dizia que só existiam três coisas importantes na vida: dinheiro, cheque e cartão de crédito. Reginaldo formava um triângulo amoroso com a sensual Penélope (Cláudia Raia) e a suburbana Natália (Débora Bloch).

Nos anos seguintes brilha na minissérie Decadência (1995), depois nos programas Comédia da Vida Privada (1995/1997), Vida ao Vivo Show (1998), dentro do programa Fantástico, na novela Uga-Uga (2000) e Brava Gente Brasileira (2000). Em 2003 volta a brilhar ao lado de Fernanda Torres no programa Os Normais, que chega ao cinema no mesmo ano na película Os Normais – O Filme. Em 2006 retorna com o programa Minha Nada Mole Vida e depois Dicas de um Sedutor (2008). É um dos grandes humoristas do Brasil.

Ainda na Globo, fez também as séries Juba & Lula e Armação Ilimitada. Fez dupla novamente com Regina Casé no Programa Legal. Foi um dos responsáveis, junto com Alexandre Machado e Fernanda Young, pelo sucesso de Os Normais. Do programa surgiu o filme, com o mesmo título, um sucesso de público.

Depois de Os Normais, Luiz Fernando Guimarães passou a fazer parte da equipe de roteiristas do diretor José Alvarenga Júnior, ao lado de Fernanda Young e Alexandre Machado. Essa equipe foi responsável pela criação das séries Os Aspones e Minha Nada Mole Vida, e do quadro Super Sincero, no Fantástico.

Ator de comédia, com um humor entre o escrachado e o irônico, não decepcionou quando escalado para um papel dramático em O Que É Isso, Companheiro?, de Bruno Barreto, onde interpretou um dos sequestradores do embaixador norte-americano, na vida real, o jornalista Franklin Martins.

Em 2000, em conjunto com a Associação Niteroiense dos Deficientes Físicos (Andef), Luiz Fernando inaugurou em Niterói uma oficina teatral que leva seu nome. O projeto, do qual o ator participa diretamente, visa promover a inclusão social e elevar a auto-estima de pessoas portadoras de deficiências físicas.

No teatro, participou do espetáculo Fica Comigo Esta Noite, dirigido por Jorge Fernando, onde atuou ao lado de Débora Bloch. Depois, novamente com Regina Casé, criou o monólogo Castiçais, o que lhe rendeu um par de anos viajando pelo Brasil. Atuou também na superprodução 5xComédia, dirigida por Hamilton Vaz, outro Asdrúbal. Esta peça, estreada em 1993, ficou sete anos em cartaz, e, em 2000, se tornou o primeiro espetáculo teatral a ocupar as dependências do Canecão, tradicional casa de shows do Rio de Janeiro. Em 2003, foi convidado para dublar o personagem Rutt, um dos alces no filme de animação da Disney, Irmão Urso.

Em 2004, ganhou o Prêmio Qualidade Brasil como melhor ator teatral no gênero comédia por sua atuação em O Caso da Rua ao Lado. Este prêmio é conferido mediante votação de artistas e críticos.

É um dos atores mais contratados para realizar comerciais para a televisão. Aqui também seu talento cômico sobressai e esses comerciais têm a qualidade dos melhores quadros humorísticos. Foi o primeiro homem convidado a participar da campanha para prevenção do câncer de mama veiculada pela televisão.

Filmografia

2013 :: Se puder… dirija!
2009 :: Os Normais 2
2003 :: Os Normais – O Filme
2002 :: O poço (CM)
1996 :: O Que é isso, Companheiro?
1989 :: O Grande Mentecapto
1987 :: Dedé Mamata
1986 :: Garganta (CM)
1985 :: Brás Cubas
1985 :: Areias escaldantes
1982 :: Bar Esperança – O último que fecha
1982 :: Rio Babilônia
1981 :: Engraçadinha
1980 :: Os sete gatinhos
1979 :: Teu Tua (Episódio: O Corno Imaginário)
1979 :: A Nelson Rodrigues (CM)
1978 :: Tudo bem
1978 :: Heróis (CM)
1977 :: O Ibraim do Subúrbio (Episódio: Ibrahim do Subúrbio)

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Luiz Fernando Guimarães. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/luiz-fernando-guimaraes/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “Luiz Fernando Guimarães

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.