fbpx

Lutar, Lutar, Lutar (2021)

A história centenária do Clube Atlético Mineiro, desde sua fundação, em 1908, até o título da Copa do Brasil de 2014, passando pela épica conquista da Libertadores de 2013. Um time que nasce da utopia de unir o branco e o preto, o pobre e o rico, e que resiste ao infortúnio e às injustiças dentro e fora de campo.

Há entrevistas com ex-dirigentes, como o atual prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que vivenciou os tempos mais amargos, quando era filho do presidente Elias Kalil, e ascendeu ao poder numa fase de crise até atingir às glórias.

Dirigido por Sérgio Borges e Helvécio Marins Jr., o filme também passa bom tempo nas derrotas das finais do Campeonato Brasileiro de 1977, para o São Paulo, e na edição 1980, diante do Flamengo. Com foco especial na polêmica derrota diante do Rubro-Negro pelo jogo desempate da fase de grupos da Libertadores, em 1981, no Serra Dourada, quando José Roberto Wright expulsou cinco jogadores do Galo e encerrou a partida por W.O..

Entre outros festivais, Lutar, Lutar, Lutar foi selecionado para participar do 50⁰ Festival Internacional de Cinema de Rotterdam.

Elenco

Carol Leandro …. Narração

Entrevistados em cena (por ordem de aparição):
Fred Melo Paiva
Juca Kfouri
Eduardo de Ávila
Regina Neves
João Baptista Ardizoni dos Reis

Alexandre Kalil
Laerte José Balbino
Célia Bonifácia Diniz
Tia Terezinha
Frederico Bolivar
Nelinho
Dario
Reinaldo
Christian Munaier
Philipe Van R. Lima
João Leite
Paulo Isidoro
Vavá
Luiz Carlos Alves
Eduardo Eustáquio
Procópio Cardoso
Toninho Cerezo
Éder Aleixo
Luizinho
Fael Lima
Leonardo Bertozzi
Cuca
São Victor do Horto
Willy Gonser
Djonga

Outros entrevistados (por ordem alfabética):
Sr. Antônio, Belmiro, Betão da Massa, Buião, Carlos Ribas, Cláudio Utsch, Daniel Nepomuceno, Déa Januzzi, Diego Tardelli, Edu, Elen Munaier, Euller “Filho do Vento”, Fernanda Alvarenga, Gabriel Januzzi, Gleidson Antônio Ferreira, Guilherme de Cássio, João Batista Monteiro, Lásaro da Cunha, Leonardo Silva, Levir Culpi, Ligeirinho, Luan, Marcial, Márcio Murari, Marinho, Mário Henrique Caixa, Marques, Marcos Rocha, Marta Miraglia, Paulo Roberto Prestes, Paulo Vinícius Coelho, Renê Santana, Réver, Roberto Abras, Roberto Bastos, Robson de Oliveira (Ronaldinho Cover, Rodolfo Gropen, Ronan Ramos, Sérgio Araújo, Tripa, Bateria da Camisa 13, Charanga do Galo

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Lutar, Lutar, Lutar (2021) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Sérgio Borges e Helvécio Marins Jr.
Roteiro: Fred Melo Paiva, Helvécio Marins Jr., Lucas Campolina e Sérgio Borges
Texto: Fred Melo Paiva
Pesquisa: Laura Godoy, Emmerson Maurilio, Helvécio Marins Jr., Sérgio Borges e Lucas Campolina
Assistente de direção: Aline Xavier, Laura Godoy
Produção Executiva: Larisa Merlo, Eliane Ferreira
Direção de produção: Aline Xavier
Assistente de produção: Laura Godoy
Direção de fotografia: Alexandre Baxter
Câmera: Alexandre Baxter, Erik Ricco
Assistente de câmera: Sabrina Maniscalco
Câmeras adicionais: Fael Lima, Emmerson Maurilio, Moa Gaspar, Sabrina Maniscalco, Sérgio Borges, Helvécio Marins Jr., Bruno Pacheco, Lobo Mauro
Assistente de câmera adicional: Paulo Sérgio de Oliveira
Video design e design gráfico: Vicente Pessoa
Produtores de finalização: Sérgio Borges e Marisa Merlo
Pós produção de imagem e colorista: Lucas Campolina/Olada
Primeira montagem: Eva Randolph
Montagem: Lucas Campolina
Assistentes de pré-montagem: Ana França, Beatriz Tavares, Bárbara Vieira, Itauana Coquet
Som direto: Gustavo Fioravante
Som direto adicional: Daniel Quintela, Rafael Oliveira
Gravação da narração: Rafael Dutra – Estúdio Motor
Edição de Som: Pedro Durães
Desenho de Som: Pedro Durães
Mixagem de Som: Pedro Durães
Trilha sonora adicional: Pedro Durães
Transporte: Márcio Silveira
Assessoria jurídica: Caio Mariano Advogados, Moura Tavares, Figueiredo, Moreira & Campos Advogados Associados
Produção: Canabrava Filmes | Fractais | ESPN Brasil | Fred Melo Paiva
Coprodução: Anacoluto Filmes | Olada
Distribuição: Embaúba Filmes

Brasil | Documentário | cor/pb | 110 min. | 2021

Bibliografia

Livros:

Internet:

EMBAÚBA FILMES. Lutar, lutar, lutar. Disponível no endereço: https://embaubafilmes.com.br/distribuicao/lutar-lutar-lutar/
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Lutar, lutar, lutar. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/lutar-lutar-lutar/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.