fbpx

Mãe só há uma (2016)

POSTER Mae so ha umaMãe só há uma é uma tragédia adolescente que confronta a idéia de família, de identidade, de cultura: após denúncia anônima, o adolescente Pierre, de 17 anos, mora no interior de São Paulo com sua amorosa mãe Aracy e sua irmã Jaqueline. Vive uma vida louca até que a policia aparece em sua casa com uma delicada suspeita. Joca , 13 anos, mora na capital de São Paulo com sua mãe ausente Gloria, seu delicado pai Matheus e sua empregada Marly. Pierre é obrigado a fazer um teste de DNA, que revela o que havia oculto em sua família… Ele descobre que foi roubado da maternidade e que a mulher que o criou não é sua mãe biológica. Após a revelação o garoto é obrigado a trocar de família, de nome, de casa, de escola, tudo isso em meio às descobertas da juventude.

O filme é dirigido pela cineasta Anna Muylaert depois do estrondoso sucesso de Que Horas Ela Volta? (2014).

Este seu novo filme já fez sucesso nos festivais internacionais. A estreia no 66º Festival de Cinema de Berlim esgotou os ingressos na Mostra Panorama e rendeu-lhe o prêmio do júri na premiação independente Teddy Award, dedicada à temática LGBT. O júri do festival não poupou elogios ao filme: o lindo Naomi Nero e a maravilhosa Daniele Nefussi nos papeis principais nos fazem, simultaneamente, rir, chorar e pensar, escreveu.

Com Matheus Nachtergaele no elenco, a trama conta a reviravolta na vida de um adolescente de 16 anos ao descobrir que foi roubado na maternidade pela mulher a quem sempre chamou de mãe. Paralelamente ao momento de conflitos familiares, o garoto também tem que lidar com transformações internas e questões de sexualidade, refletindo a questão da transgeneridade. Anna Muylaert se inspirou na história real conhecida como Caso Pedrinho, que chocou o país em 2002.

Elenco

Dani Nefussi …. Aracy/Gloria
Matheus Nachtergaele …. Matheus
Naomi Nero …. Pierre/Felipe
DANIEL BOTELHO …. Joca
LAIS DIAS …. Jaqueline/ Cristina
LUCIANA PAES …. Tia Yara
HELENA ALBERGARIA …. Sueli
LUCIANO BORTOLUZZI …. Pai biológico
René Guerra …. Assistente social
RENAN TENCA …. René

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Mãe só há uma (2016) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Anna Muylaert
Roteiro: Anna Muylaert
PRODUTORES: Sara Silveira, Maria Ionescu e Anna Muylaert
PRODUÇÃO EXECUTIVA: Maria Ionescu
DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA: Bárbara Alvarez
DIREÇÃO DE ARTE: THALES JUNQUEIRA
FIGURINOS: DIOGO COSTA
VISAGISMO: WESTERLEY DORNELLAS
MAQUIAGEM: AMANDA MIRAGE
PRODUÇÃO DE ELENCO: PATRICIA FARIA e René Guerra
DIREÇÃO DE PRODUÇÃO: CRIS ALVES
MONTAGEM: Hélio Vilela e Anna Muylaert
SOM DIRETO: GABI CUNHA
EDIÇÃO DE SOM: MIRIAM BIDERMAN e RICARDO CHUÍ
TRILHA SONORA ORIGINAL: MARAVILHA 8
MIXAGEM: Paulo Gama
Empresas Produtoras: África Filmes | Dezenove Som e Imagens

Bibliografia

Internet:

ÁFRICA FILMES. http://www.africafilmes.com.br/
FACEBOOK. Mãe só há uma. Disponível no endereço: https://www.facebook.com/Mãe-só-há-uma-filme-744757045583130/
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Mãe só há uma. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/mae-so-ha-uma/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Mãe só há uma (2016)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.