fbpx

Marcélia Cartaxo

Marcélia de Souza Cartaxo, em arte conhecida como Marcélia Cartaxo, é uma atriz brasileira nascida em Cajazeiras (PB) no dia em 27 de outubro de 1963.

Nos tempos de adolescência, Marcélia fugia de casa, na pacata Cajazeiras, para ensaiar às escuras, no quintal de amigos.

Sua trupe era a Turma do Mickey, composta por uma dúzia de crianças que encenavam um repertório dos mais convencionais; Sonhava em montar Chapeuzinho Vermelho e dublar As Frenéticas. Uma vez por ano, a turma ia para João Pessoa, que para a turma era sua Hollywood.

A mãe de Marcélia foi quem menos gostou da ideia de ver a filha virar atriz. Para ela, atriz se tornava prostituta e ator era vagabundo. De nada adiantaram as repreensões da mãe, Marcélia pegava as moedas que os fiéis depositavam no Santo Antônio de sua cidade e ia correndo para o cinema, sonhar com Greta Garbo e Marilyn Monroe. Chegou um dia a dizer que o santo devia ter achado um bom investimento, porque nunca a descobriram. E pensava: Um dia lhe pago, meu santo.

No começo da década de 80, o grupo de Marcélia resolveu montar Beiço de estrada, um texto original de Eliezer Filho, único universitário da equipe. Viajaram pelo Brasil todo, como parte do Projeto Mambembão. Quando a montagem chegou a São Paulo, Marcélia encontrou a chance de sua vida: da platéia a cineasta Suzana Amaral observava o jeito tímido e forte daquela menina, então com 23 anos. A partir daí a toma impulso a carreira da atriz.

No cinema, Marcelia Cartaxo teve destaque no filme A Hora da Estrela, baseado no romance de Clarice Lispector que lhe rendeu vários prêmios nacionais e internacionais, inclusive o Urso de Prata no Festival de Berlim, de 1985, e o prêmio de interpretação no Festival de Brasília.

Em 1987, recebeu também o prêmio de melhor atriz coadjuvante no mesmo festival pelo filme Fronteira das Almas.

Seu forte sotaque nordestino, por algum tempo, dificultou sua carreira no sudeste, mas conseguiu fazer prevalecer seu talento. Desenvolveu carreira paralela de sucesso também na televisão, sendo sua estreia no especial Alta Rotação, em 1987. Fez em seguida, entre novelas e minisséries, Mico Preto (1990), A História de Ana Raio e Zé Trovão (1990), Amazônia (1991), Guerra sem Fim (1993), Tocaia Grande (1995), Mandacaru (1997), Suave Veneno (1999), Aquarela do Brasil (2000), Porto dos Milagres (2001) e Desejo Proibido (2007), no papel de Tonha.

Mas sua carreira tem mais regularidade e força no cinema, ao participar de filmes importantes como Madame Satã (2002), Crime Delicado (2005) e Baixio das Bestas (2007).

Estreou na direção em 2003, no curta-metragem Tempo de ira, em codireção com Gisella de Mello.

Filmografia

:: Filmografia como Atriz ::

2020 :: Ela que mora no andar de cima
2019 :: Helen
2019 :: Acqua Movie
2019 :: Pacarrete
2018 :: O Seu Amor de Volta (mesmo que Ele não Queira)
2015 :: Big Jato
2014 :: A História da Eternidade
2010 :: Agreste
2010 :: Feliz Desaniversário
2010 :: Doce de Coco
2010 :: Trampolim do forte
2009 :: O Sonho de Inacim – O Aprendiz do Padre Rolim
2007 :: Batismo de Sangue …. Irmã de Frei Tito
2006 :: Amigo Invisível
2006 :: Baixio das Bestas
2006 :: O Céu de Suely
2005 :: Crime Delicado
2004 :: Quanto vale ou é por quilo?
2003 :: Tempo de ira (CM)
2002 :: Madame Satã
2002 :: Um trailer americano
2002 :: Aeroporto em O Embarque (CM)
2000 :: Amélia
1998 :: Policarpo Quaresma – Herói do Brasil
1998 :: O Sonho de Dom Bosco (CM)
1997 :: For All – O trampolim da vitória
1995 :: 16060
1994 :: Dente por dente (CM)
1993 :: A Árvore da Marcação
1992 :: A Última Canção da Terra (CM)
1990 :: Césio 137 – O pesadelo de Goiânia
1989 :: Sonhei com Você
1986 :: Fronteira das Almas
1986 :: Brasa Adormecida
1985 :: A Hora da Estrela

:: Filmografia como Diretora ::

2003 :: Tempo de ira (codir.: Gisella de Mello)

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Marcélia Cartaxo. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/marcelia-cartaxo/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]