fbpx

Marco Ricca

Marco Antonio Ricca, em arte mais conhecido como Marco Ricca, é um ator e cineasta brasileiro, nascido em São Paulo (SP) no dia 28 de novembro de 1962.

Foi vendedor, office-boy, garçom e professor de história. Iniciou sua carreira artística aos 15 anos, em 1978, escrevendo e atuando no teatro.

Estreou no cinema em 1991, no curta-metragem Caminho da Salvação. Depois de participar de outros curtas, estreou seu primeiro longa-metragem, O Guarani, de Norma Bengell. A partir daí, fez sólida carreira no cinema, em filmes importantes: O Invasor (2002), O Casamento de Romeu e Julieta (2005) e O Maior Amor do Mundo (2006).

Estreou na carreira televisiva, como ator, em 1993, na Rede Globo, ao participar da novela Renascer, já em papel de destaque, como o co-protagonista Zé Augusto. Posterior a esse trabalho, transferiu-se para o SBT, onde atuou, em 1994, na novela Éramos Seis. Entre outras, participou também de Razão de Viver (1996), pelo SBT, e Por Amor (1998), na TV Globo.

Em 1995, fez uma rápida passagem pela teledramaturgia da Rede Bandeirantes, participando da novela A Idade da Loba. Em seguida, retornou ao SBT, para protagonizar a novela Razão de Viver.

Foi nessa época que inicou um affair com a atriz Adriana Esteves, com quem contracenava na novela. Acabaram casados, entre 1993 e 2004, e tiveram um filho, Felipe, nascido em 2000. A separação aconteceu amigavelmente, em 2003.

Em 1997, retornou definitivamente para a Rede Globo, emissora a qual permanece contratado até os dias atuais. Atuou na novela Por Amor e, em 1998, integrou o elenco do remake de Pecado Capital, na pele do bandido Miguel.

Em 1999, fez uma participação na novela Força de Um Desejo e ainda, ganhou o prêmio Lente de Cristal de Melhor Ator Coadjuvante no Festival de Cinema Brasileiro de Miami, por Até que a Vida nos Separe.

Em 2000, participaria de sua primeira minissérie, Aquarela do Brasil e, em 2001, recebeu uma indicação de Melhor Ator no Grande Prêmio Cinema Brasil, pelo filme O Invasor, tendo sido muito elogiado pela crítica por sua atuação no longa.

Em 2002, viveu um dos personagens centrais da novela O Beijo do Vampiro. Depois, emendou com Kubanacan, novela exibida logo após o fim de O Beijo do Vampiro, tendo entrado na trama já no meio para permanecer até o fim, porém insatisfeito com os rumos dados a sua personagem, pediu para sair.

Em 2005, esteve presente no grande sucesso do Projeto Quadrante, Hoje é Dia de Maria e, ainda atuou na novela Bang Bang. Novamente, insatisfeito com os rumos da novela, pediu para deixar a produção. Em 2006, obteve a honra de representar o dono da emissora da qual é contratado, Roberto Marinho, na minissérie JK. Também nesse ano, atuou como produtor, roteirista e ator no filme Crime Delicado.

Na televisão, atuou também em Kubanacan (2003), Hoje é Dia de Maria (2005) e Bang-Bang (2005). Em 2007, mostrou seu lado cômico na novela Paraíso Tropical, como o passivo Gustavo, homem simples que vive as turras com a esposa, vivida por Isabela Garcia. Em 2008, recusou o convite para antagonizar o remake de Ciranda de Pedra e, em 2009, protagonizou o seriado Tudo Novo de Novo, no papel de Miguel.

Em 2010, dirigiu o ator Eduardo Moscovis no elogiado longa Cabeça a Prêmio, tendo atuado também como roteirista no filme.

Filmografia

:: Filmografia como Ator ::

2019 :: Paterno (Em Finalização)
2019 :: Lamento
2019 :: Predestinado – Arigó e o Espírito do Dr. Fritz
2018 :: Sueño Florianópolis
2018 :: Canastra Suja
2017 :: Aos teus olhos
2017 :: As Duas Irenes
2017 :: Morto não fala
2016 :: Bio
2015 :: Chatô, o Rei do Brasil …. Chatô
2014 :: O Fim e os Meios
2013 :: Trinta – O Filme
2013 :: Os Amigos
2010 :: 5x Favela – Agora por Nós Mesmos
2010 :: Cabeça a Prêmio
2008 :: Verônica
2006 :: Canta Maria
2006 :: O Maior Amor do Mundo
2006 :: Sonhos e Desejos
2007 :: A Via Láctea
2005 :: O Coronel e o Lobisomem
2005 :: O Casamento de Romeu e Julieta
2003 :: Rua 6, Sem Número
2003 :: Cristina quer casar
2002 :: Crime delicado
2001 :: Dia de Visita (CM)
2001 :: O Invasor
1999 :: Até que a Vida nos Separe
1999 :: Tiradentes
1997 :: Meninos de Deus
1997 :: Impala 60 (Inacabado)
1997 :: O Que é Isso, Companheiro?
1996 :: O Guarani
1996 :: Olhos de Vampa
1993 :: Zuleika (CM)
1993 :: Zuleika
1992 :: Tango (CM)
1992 :: Batimam e Robim (CM)
1991 :: Isabel (CM)
1991 :: O Outro (CM)
1991 :: Caminho da Salvação (CM)

:: Filmografia como Diretor ::

2010 :: Cabeça a Prêmio

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Marco Ricca. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/marco-ricca/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]