fbpx

Maria Estela

Bibliografia

Maria Estela Rivera, em arte mais conhecida como Maria Estela, é uma atriz brasileira nascida em Borborema (SP) no dia 13 de abril de 1942.

Desde jovem queria ser atriz. Começou em teatro, mas depois passou quase que exclusivamente para a televisão.

O início de sua carreira artística na televisão brasileira foi em 1965 na TV Excelsior, que á época, começou a lançar novelas e a fazer sucesso. Seu primeiro trabalho foi em: O Caminho das Estrelas. Em 66, na mesma emissora fez: A Pequena Karen. Em 67: O Tempo e o Vento. No mesmo ano, fez: O Tempo e O Vento, no belíssimo papel de Bibiana e O Morro dos Ventos Uivantes. Em 68, fez: O Direito dos Filhos. Foi quando transferiu-se para a TV Record e fez: Ana, ainda em 1968. A TV Record teve uma época de ouro de novelas e em 70, Maria Estela fez a novela: As Pupilas do Senhor Reitor. Em 71, fez: Os Deuses Estão Mortos, Quarenta Anos Depois e Sol Amarelo. Em 72, nessa emissora, fez: O Leopardo e Os Fidalgos da Casa Mourisca. A atriz foi então para a TV Tupi, e fez em 73: Mulheres de Areia. Em 74: Meu Rico Português e Um Dia O Amor. Em 78, participou de: Aritana e Roda de Fogo. Em 80, na Rede Bandeirantes: Pé de Vento. Em 81, ainda na Band,fez a novela que à época fez mais sucesso: Os Imigrantes. Em 82, fez: A Leoa e Campeão. Em 83, foi para o SBT, e participou de: Vida Roubada.

Em 1990, Maria Estela passou para a Rede Globo de Televisão e fez as novelas: Boca do Lixo e Meu Bem, Meu Mal. Em 92, fez: Despedida de Solteiro. Em 94, voltou ao SBT, e fez: Éramos Seis, que também foi muito sucesso. Mais uma vez na TV Record, em 97, fez: Canoa do Bagre e Chiquititas. Em 2000, na Record: Marcas da Paixão. Em 2001, no SBT: Pícara Sonhadora. Em 2002, ainda no SBT: Marisol. E em 2004: Esmeralda. Em 2006, a atriz foi novamente para a Globo e participou da novela: Pé na Jaca. Em 2009, já no SBT, fez Vende-se um Véu de Noiva, e em 2010, na novela Passione, da TV Globo, fez uma participação especial.

Em teatro a atriz esteve em cartaz por mais de um ano, em São Paulo, com a peça de Juca de Oliveira: Meno Male. Quando a peça foi para o Rio de Janeiro, Maria Estela também ficou nela mais um ano em cartaz.

Bibliografia

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.