fbpx

Maria Luiza (2019)

Trailer

Sinopse

Maria Luiza da Silva é o primeiro caso oficialmente reconhecido de transgênero na história das forças armadas brasileiras. Após 22 anos de serviço militar em mecânica de aviação, foi aposentada como inválida em razão de sua transexualidade.

O filme investiga os motivos pelos quais ela foi impedida de continuar a exercer sua atividade militar e de realizar seu sonho: vestir a farda feminina e a sua trajetória de afirmação como mulher trans.

Em 2019, o filme Maria Luiza, dirigido por Marcelo Diaz, foi selecionado para a programação do festival É Tudo Verdade 2019. O filme foi um dos 14 longas brasileiros selecionados entre os mais de 1.600 inscritos e será exibido na mostra O Estado das Coisas, entre outras mostras e festivais.

Elenco

Maria Luiza da Silva

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Maria Luiza (2019) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Marcelo Diaz
Roteiro: Marcelo Diaz
Produção: Diazul de Cinema
Distribuição: Olhar Distribuição

Brasil | Doc | cor | 80 min. | 2019

Bibliografia

Livros:

Internet:

DIAZUL DE CINEMA. Maria Luiza. Disponível no endereço: http://diazul.com.br/br/project/maria-luiza/
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Maria Luiza. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/maria-luiza/
É TUDO VERDADE 2019. Maria Luiza. Disponível no endereço: http://etudoverdade.com.br/. Acesso em: 23 de março de 2019.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.