fbpx

Marlene França (1943-2011)

Biografia

Marlene França Yppolito, em arte conhecida como Marlene França, foi uma atriz e cineasta brasileira nascida em Uauá (BA) no dia 05 de agosto de 1943.

Criança, sem pretensões de ser atriz, Marlene França foi descoberta pelo crítico e diretor Alex Viany, quando vendia doces, como menina pobre, filha de retirantes numa feira em Salvador (BA). Ganhou um papel importante no episódio brasileiro Ana do filme internacional A Rosa dos Ventos (1957), uma coprodução Brasil e Alemanha. Foi o despertar de uma longa carreira construída com muita garra, determinação e talento, que incluem quase 50 trabalhos no cinema e na televisão.

Resolveu seguir carreira artística e mudou-se para São Paulo, inscrevendo-se no curso de cinema do MAM (Museu de Arte Moderna). Foi quando Walter Hugo Khouri convida-a para fazer uma ponta no filme Fronteiras do Inferno. Achando que a carreira de atriz seria muito difícil, acaba se desenvolvendo na técnica cinematográfica, trabalhando em corte e montagem de várias películas. Nessa época trabalhou também como garota-propaganda e manequim. Sua grande oportunidade vem em 1959, no filme Jeca Tatu. Com papel de destaque, ao lado de Mazzaropi, ficou nacionalmente conhecida.

Ai não para mais e atua em diversos outros como O Cabeleira (1962) e A Herdeira Rebelde (1972). Marlene França esteve em filmes memoráveis sob a direção de diversos cineastas, entre os quais destacam-se Carlos Coimbra (em A Morte Comanda o CangaçoLampião, Rei do Cangaço), Fauzi Mansur (em Sinal Vermelho-FêmeasA Noite do DesejoA Noite das Fêmeas), Rubem Biáfora (em A Casa das Tentações), Ozualdo Candeias (em Caçada Sangrenta) e Roberto Santos (em Nasce uma MulherQuincas Borba, de 1987).

Em 1963, fez sua estreia no teatro, na peça A Idade dos Homens, de Osman Lins. Foi dirigida por Oswaldo Mendes em Sinal de Vida, em 1979.

Na televisão, atua em diversas novelas, como Conflito (1963), Almas de Pedra (1966), A Ré Misteriosa (1966), Ciúmes (1966), Yoshico, um Poema de Amor (1967) e Os Rebeldes (1967).

Em 1972, foi eleita Rainha do Cinema Brasileiro. Com o longa A Noite do Desejo (1973), ganhou o Prêmio Governador do Estado, e, em 1976, com Crueldade Mortal, foi premiada no Festival de Gramado.

Em 1985, fez sua participação no especial Guerra dos Farrapos, pela TV Bandeirantes.

A partir da década de 1980, passa também a dirigir curtas e documentários engajados em preocupações sociais, como Frei Tito (1983), Mulheres da Terra (1985) e Meninos de Rua.

Na vida particular, casou-se com o diretor Milton Amaral em 1960. Depois com Andrea Ippolito Matarazzo, herdeiro da lendária família Matarazzo, com quem tem três filhos, André (já falecido), Marlene e Paloma.

Em 2010, sua história foi contada pela jornalista Maria do Rosário Caetano, por meio da Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo.

Afastada da carreira artística desde 1988, Marlene França faleceu aos 69 anos, em sua casa em Itatiba (SP) em 23 setembro de 2011. Ela sofreu um ataque cardíaco fulminante.

Filmografia

:: Filmografia como Atriz ::

1988/1990 :: Desordem em Progresso (CM)
1987 :: Quincas Borba
1983 :: Nasce Uma Mulher …. Helena
1982 :: O Último Vôo do Condor …. Telma
1981 :: La Conquista Del Paraíso (A Conquista do Paraíso) (Argentina)
1979 :: A Dama da Zona (Hoje Tem Gafieira)
1979 :: Paula – A História de uma Subversiva
1978 :: O Bem Dotado – O Homem de Itu …. Neifa
1978 :: Mulher Desejada
1978 :: O Estripador de Mulheres (Assassino da Noite)
1976 :: Crueldade Mortal …. Arlete
1976 :: O Mulherengo …. Marcela
1976 :: A Noite da Fêmeas (Ensaio Geral)
1975 :: Bacalhau (Bacs) …. Susete
1975 :: A Casa das Tentações
1974 :: Caçada Sangrenta …. Mecenas
1974 :: O Supermanso
1974 :: Trindad… é Meu Nome
1973 :: A Noite do Desejo (Data Marcada para o Sexo) …. Marcela
1973 :: Uma Negra Chamada Teresa
1972 :: Sinal Vermelho – As Fêmeas
1972 :: A Infidelidade ao alcance de todos (Episódio: A Transa)
1972 :: A Herdeira Rebelde
1972 :: Janaína – A Virgem Proibida ….Maria Teresa
1971 :: Até o Último Mercenário
1971 :: Lua-de-Mel e Amendoim …. Amiga de Marcinha
1971 :: Cio, Uma Verdadeira História de Amor ….Sueli
1970 :: Se Meu Dólar Falasse…
1969 :: O Agente da Lei (Episódio: O Rapto do Juca)
1968 :: Panca de Valente
1968 :: O Pequeno Mundo de Marcos
1964 :: Carta para Anita (Young Man From Rio) (MM)(EUA)
1964 :: Mulher Satânica (Der Satan Mit Den Roten Haaren) (Brasil/Alemanha)
1963 :: O Cabeleira
1963 :: Lampião, Rei do Cangaço
1962 :: Três Cabras de Lampião
1961 :: A Garota do Quarto 13 (Girl in Room 13) (Brasil/EUA)
1961 :: Mulheres e Milhões
1961/1962 :: Vigilante Rodoviário (Episódio: O Rapto do Juca)
1960 :: A Morte Comanda o Cangaço
1959 :: Jeca Tatu
1959 :: Fronteiras do Inferno (Lonesome Women) (Brasil/EUA)
1958 :: Chofer de Praça
1957 :: A Rosa dos Ventos (Die Windrose) (Episódio Ana) (Brasil/França/Itália/União Soviética/China)

:: Filmografia como Diretora ::

1988 – Meninos de Rua (CM)
1985 – Mulheres da Terra (CM)
1983 – Frei Tito (CM)
1973 – Super 8 de Marlene França (CM) (título atribuído)

:: Filmografia como Ela Mesma ::

1981 :: Chick Fowle, o Faixa Preta em Cinema (CM)

Bibliografia

Livros:

CAETANO, Maria do Rosário. Marlene França: do Sertão da Bahia ao Clã Matarazzo. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.
SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Marlene França Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/marlene-franca/
MULHERES DO CINEMA BRASILEIRO. Marlene França Disponível no endereço: http://www.mulheresdocinemabrasileiro.com/entrevistaMarleneFranca.htm

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “Marlene França (1943-2011)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.