fbpx

Marly Marley (1938-2014)

FOTO Marly MarleyMarly Marley de Toledo, em arte mais conhecida como Marly Marley, foi uma atriz, diretora de teatro, crítica musical, jurada musical e ex-vedete da época de ouro do rádio e televisão brasileira nascida na cidade de Três Lagoas (MS) no dia 05 de abril de 1938.

Ainda pequena, mudou-se para Lins, no estado de São Paulo, cidade que adotou de coração. Formou-se professora e psicóloga. Porém, acabou não exercendo a profissão, vindo a dedicar-se às artes. Em sua educação musical, aprendeu a tocar os instrumentos acordeão e piano, bem como teve também aulas de canto. Marly era católica.

O carnaval sempre foi outra paixão de Marly. Ao longo de dez anos, participou de gravações de folias carnavalescas pelo Brasil. Toda a experiência conferiu-lhe vários predicados artísticos e culturais. Assinava a produção e direção de peças teatrais.

Trabalhou por quinze anos como vedete nos anos de 1950 em teatros de revista, com muito sucesso. Depois, participou de operetas com Vicente Celestino. Participou ainda de comédias com Dercy Gonçalves, Mazzaropi e José Vasconcellos. Produziu e dirigiu peças teatrais, como o O vison voador.

Estreou no cinema em 1962, no filme O Vendedor de Linguiças, ao lado de Mazzaropi, que a convidaria nos anos seguintes para fazer outros dois filmes. Trabalhou ainda em duas produções estrangeiras, uma mexicana e outra alemã.

Em 1966, participou da novela O Amor Tem Cara de Mulher. Em televisão, passou por várias emissoras como Tupi, Excelsior, Rede Manchete, Band, SBT e Record.

A partir dos anos 1980, trabalhou como jurada de programas de auditório. Integrou, também, junto com um corpo de veteranos da cultura musical brasileira, o jurado do Programa Raul Gil, trabalhando com o apresentador desde 1987. Com notável cultura, experiência e talento musical, é considerada a primeira dama da crítica musical brasileira.

Em 2008, Marly Marley participou do filme Chega de Saudade, da cineasta Laís Bodanzky (autor de Bicho de Sete Cabeças), com roteiro de Luiz Bolognesi, um longa-metragem que trata do universo e dos personagens dos salões da época de ouro do rádio, teatro e televisão no Brasil. Na história, interpretou a personagem Liana.

Personalidade de destaque expressivo no cenário da cultura artística e musical nacional por várias décadas. Integrou por muitos anos o corpo de jurados do Programa Raul Gil.

Como atriz, atuou na novela Meus Filhos, Minha Vida (1984) e, em 2006, no último capítulo de Belíssima, numa comovente homenagem feita às vedetes brasileiras famosas.

Foi casada por mais de quarenta anos com o humorista Ary Toledo.

Faleceu, aos 75 anos, no dia 10 de janeiro de 2014, em São Paulo. Estava internada havia um mês num hospital da capital paulista, devido a um câncer de pâncreas e apresentava metástase. Seu corpo foi sepultado no dia 11 de janeiro de 2014, no Cemitério do Morumbi, em São Paulo.

Filmografia

:: Filmografia como Atriz ::

2008 :: Chega de Saudade …. Liana
1965 :: O Puritano da Rua Augusta …. Carmen
1964 :: Convite ao Pecado (Brasil/Alemanha)
1963 :: Casinha Pequenina …. Carlota
1962 :: O Vendedor de Linguiça

:: Filmografia como Ela Mesma ::

2002 :: Mazzaropi, o Cineasta das Plateias

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

ENCICLOPEDIA WIKIPEDIA. Marly Marley. Disponível no endereço: https://pt.wikipedia.org/wiki/Marly_Marley
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Marly Marley. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/marly-marley/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.