fbpx

Miguel Borges

Biografia

Miguel Henrique Borges, em arte conhecido como Miguel Borges, é um cineasta, roteirista e montador brasileiro, nascido na cidade de Picos, Piauí, no dia 21 de fevereiro de 1937.

Radicado no Rio de Janeiro, Miguel Borges, antes de começar a fazer cinema, iniciou carreira jornalística no jornal O Metropolitano. Também escreveu para a Tribuna da Imprensa, o Jornal do Comércio e Última Hora.

Ao dirigir um dos episódios (Zé da Cachorra) de Cinco Vezes Favela, em 1962, tornou-se um dos precursores do Cinema Novo. Desde o seu primeiro longa, Canalha em Crise (1965), caracterizou-se pela brasilidade temática, que se faz presente tanto nos filmes regionais como nos urbanos. Maria Bonita, Rainha do Cangaço (1968) pertence à galeria dos filmes feitos durante a retomada do gênero na década de 60, após o sucesso de O Cangaceiro (1953), o clássico de Lima Barreto.

Um dos mais significativos cineastas do moderno cinema brasileiro, Miguel Borges, foi agraciado com o Prêmio Tributo do 18º Festnatal de Cinema e Vídeo de Natal, recebendo o Troféu na Cerimônia de Encerramento do Festival.

Miguel Borges assistiu o nascimento do Festnatal em 1987 e escreveu sobre o evento em sua coluna do Última Hora. Desde então, tem sido um valioso e permanente defensor do festival natalense que, em sua opinião, apesar das limitações orçamentárias, destaca-se por uma programação independente e pela permanente valorização dos grandes vultos de nossa cinematografia do passado.

Pelo seu trabalho de cineasta, Miguel Borges teve sua biografia publicada em livro, Miguel Borges: um lobisomem sai da sombra, escrita pelo pesquisador Antônio Leão da Silva, recém-lançada pela Coleção Aplauso da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor ::

1985 :: Os Sapatos
1985 :: O Nadador do Infinito
1980 :: Consórcio de Intrigas (relançado em São Paulo como “Consórcio do Sexo”)
1979 :: O Caso Cláudia
1975 :: Pecado na Sacristia
1974 :: O Último Malandro
1974 :: O Balé do Beija-flor (codir. Rubem Braga)
1973 :: A Lavagem do Cristo
1972 :: Projeto Cabo Frio
1972 :: O Jovem e o Mar
1971 :: Zona Oeste
1971 :: O Barão Otelo no Barato dos Bilhões
1970 :: Radar Cativo
1970 :: A Festa da Maldição
1970 :: As Escandalosas
1968 :: Maria Bonita, Rainha do Cangaço
1967 :: Perpétuo contra o Esquadrão da Morte
1965 :: Canalha em Crise
1962 :: Cinco Vezes Favela (Episódio: (Zé da Cachorra)

:: Filmografia como Roteirista ::

1974 :: O Último Malandro
1965 :: Canalha em Crise

:: Filmografia como Montador ::

1974 :: O Último Malandro

Bibliografia

SILVA NETO, Antônio Leão da. Miguel Borges: um lobisomem sai da sombra. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2006.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

4 comentários sobre “Miguel Borges

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.