fbpx

Milton Amaral (1934-1995)

Biografia

Milton Amaral foi um cineasta brasileiro nascido em 1934.

Essencialmente, Milton Amaral não foi um diretor da Boca. Mas passou por lá, a frequentava. Na realidade, esse paulista nascido em 1934 na cidade de Santa Bárbara d’Oeste, depois de estudar cinema no Seminário de Cinema em São Paulo, ingressou na profissão fazendo continuidade em dois filmes importantes feitos quando a Boca do Lixo não existia: Cara de Fogo (1957), de Galileu Garcia; e Ravina (1958), de Rubem Biáfora. Posteriormente, entre 1958 e 1962, foi assistente de direção de vários cineastas, como Carlos Coimbra, Walter Hugo Khouri, Jorge Ileli e Aurélio Teixeira. Nesse período, precisamente em 1958, estreou como diretor nos estúdios da Vera Cruz fazendo Chofer de Praça, a primeira produção própria de Amácio Mazzaropi.

Posteriormente, ele dirigiu mais três filmes com esse comediante, inclusive Tristeza do Jeca (1960), embora seu nome não tenha sido creditado. Mazzaropi, poderoso produtor e ator, assinou a direção. Foi Milton também que adaptou o conto de Monteiro Lobato, Jeca Tatu, para Mazzaropi.

O único filme de Milton na Boca do Lixo foi O Cabeleira, produzido por Nelson Teixeira Mendes e que lhe valeu um prêmio para seu roteiro, escrito junto com Ody Fraga. A aventura sobre cangaceiros realçou a atriz Marlene França, na época casada com o diretor.

Sensível e talentoso, Milton desistiu de fazer longa-metragens ainda nos anos 60 e passou a dirigir comerciais, em especial na produtora Documental. Anos mais tarde, deu aulas de cinema na FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado) em São Paulo.

Milton Amaral morreu em São Bernardo do Campo (SP), mesma cidade onde estão os antigos estúdios da Vera Cruz, em 30 de abril de 1995.

Filmografia

1966 :: O Corintiano, comédia com Mazzaropi, Lúcia Lambertini, Roberto Pirilo, Roberto Orosco, Kleber Afonso.
1963 :: O Cabeleira, aventura, do livro de Franklin Távora, com Hélio Souto, Milton Ribeiro, Marlene França, Ruth de Souza, Francisco Egídio.
1961 :: Tristeza do Jeca, comédia com Mazzaropi, Geny Prado, Eugênio Kusnet, Genésio Arruda, Mário Benvenuti.
1959 :: Jeca Tatu
1958 :: Chofer de Praça, comédia com Mazzaropi, Geny Prado, Celso Faria, Maria Helena Dias, Agnaldo Rayol.

Bibliografia

Livros:

STERHEIN, Alfredo. Cinema da Boca. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2005.

Internet:

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.