fbpx

Milton Ribeiro (1921-1972)

Biografia

FOTO Milton RibeiroFrancisco Milton de Souza Ribeiro, em arte conhecido como Milton Ribeiro, foi um ator brasileiro nascido em Passos (MG) no dia 21 de agosto de 1921. Faleceu em São Paulo no dia 16 de março de 1972. Tornou-se conhecido por suas interpretações de homem mau do cinema brasileiro, principalmente nos filmes que representam o ciclo dedicado ao cangaço.

Filho de um carreiro e de uma farinheira, mudou-se para São José do Rio Preto (SP) e trabalhou no comércio, como enfermeiro e até tentou a carreira militar.

Já em São Paulo, descoberto por Nilo Nello, trabalhava em pavilhões, excursionando pelo País como cantor, já impressionando pela voz de baixo profundo. Fez radionovela pela Rádio Cruzeiro, até ser levado para a TV Tupi, por Otávio Gabus Mendes, pai de Cassiano Gabus Mendes, onde permanece por toda a vida. Lá faz sua primeira novela, 48 Horas com Bibinha, em 1953. Mas fez pouca televisão. Em 1967 faria sua segunda e última novela, O Tempo e o Vento.

Sua estréia foi em 1951 no filme Ângela, uma produção da Companhia Vera Cruz.

O sucesso chegou dois anos depois, com O Cangaceiro (1953), de Lima Barreto, ganhando projeção internacional, num gênero que jamais deixaria, interpretando tipos fortes e violentos. Nesse que foi o primeiro filme brasileiro premiado no exterior, no Festival de Cannes como melhor filme de aventura, viveu o cangaceiro Galdino, inspirado em Lampião. O herói desse filme, era o gaúcho Alberto Ruschel. Os principais papéis femininos foram interpretados por Marisa Prado (a professora sequestrada por Galdino) e por Vanja Orico, que vivia a companheira de Galdino. O filme era bastante influenciado pelos filmes de faroeste.

Seus filmes de maior sucesso, além de O Cangaceiro, foram Arara Vermelha, A Morte Comanda o Cangaço (1960), O Cabeleira, Lampião, Rei do Cangaço, O Diabo de Vila Velha (1965), Corisco, o Diabo Loiro (1969) e Meu Nome é Lampião.

O seu ar sério e jeito de malvado na verdade escondiam uma pessoa doce, simples, cordial e que, segundo amigos, não soube explorar ou vender seu talento de forma compatível. Vivia em uma casa simples na Vila Guilherme, em São Paulo, e recusava ofertas do exterior para manter contratos menos favoráveis com produtores aos quais havia empenhado sua palavra.

Casado, com três filhos, Milton Ribeiro faleceu aos 51 anos de idade, vítima de ataque cardíaco, no dia 16 de março de 1972.

Como ator, foi a encarnação mais perfeita do gênero cangaço do cinema brasileiro, seu mais legítimo representante. Quem vê sua atuação em O Cangaceiro, jamais poderá esquecer. Ele se foi há mais de 30 anos, sem que jamais houvesse um substituto.

Filmografia

1972 :: O Homem do Corpo Fechado
1971 :: Pantanal de Sangue
1970 :: Se Meu Dólar Falasse…
1969 :: Meu Nome é Lampião
1969 :: Corisco, o Diabo Loiro
1968 :: Agnaldo, perigo à vista
1967 :: Cangaceiros de Lampião
1966 :: O Diabo de Vila Velha
1965 :: Entre O Amor e o Cangaço
1965 :: L’homme de Rio (O Homem do Rio) (França/Itália)
1964 :: O Vigilante Contra o Crime (Episódio: O Fugitivo)
1963 :: O Cabeleira
1963 :: Lampião, Rei do Cangaço
1962 :: Vigilante Rodoviário (Episódio: O Fugitivo)
1962 :: Três Cabras de Lampião
1961 :: Férias no Arraial (Inacabado)
1960 :: Na Garganta do Diabo
1960 :: A Morte Comanda o Cangaço
1959 :: Caminhos Que se Cruzam (Inacabado)
1958 :: Vou Te Contá
1957 :: Cara de Fogo
1957 :: Arara Vermelha
1956 :: A Lei do Sertão
1955 :: Três Destinos (Inacabado)
1954 :: Os Três Garimpeiros
1953 :: O Cangaceiro
1952 :: Sai da Frente
1951 :: Ângela
1949 :: Quase no Céu
1948/1950 :: A Vida é Uma Gargalhada

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

SILVA NETO, Antônio Leão da. Astros e Estrelas do Cinema Brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.
SILVA NETO, Antônio Leão da. Astros e Estrelas do Cinema Brasileiro: dicionário de atrizes e atores. São Paulo: Ed. do Autor / Fundação Nestlé de Cultura, 1998.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Milton Ribeiro. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/milton-ribeiro/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Milton Ribeiro (1921-1972)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.