fbpx

Moacyr Scliar (1937-2011)

Biografia

FOTO Moacyr ScliarMoacyr Jaime Scliar, em arte mais conhedcido como Moacyr Scliar, foi um médico, professor, escritor e intelectual brasileiro nascido em Porto Alegre (RS) em 23 de março de 1937. Formado em medicina, trabalhou como médico especialista em saúde pública e professor universitário. Autor de mais de setenta livros em vários gêneros, romance, conto, ensaio, crônica, ficção infanto-juvenil, suas obras foram publicadas em mais de vinte países, com grande repercussão crítica. Sua prolífica obra consiste de contos, romances, ensaios e literatura infantojuvenil. Também ficou conhecido por suas crônicas nos principais jornais do país.

Filho de José e Sara Scliar, Moacyr nasceu no Bom Fim, bairro que concentra a comunidade judaica. Alfabetizado pela mãe, professora primária, a partir de 1943 cursou a Escola de Educação e Cultura, daquela cidade, conhecida como Colégio Iídiche. Transferiu-se, em 1948, para o Colégio Nossa Senhora do Rosário (católico).

Em 1963, após se formar pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), iniciou sua vida como médico, fazendo residência médica. Especializou-se no campo da saúde pública como médico sanitarista. Iniciou os trabalhos nessa área em 1969. Em 1970, frequentou curso de pós-graduação em medicina em Israel. Posteriormente, tornou-se doutor em Ciências pela Escola Nacional de Saúde Pública. Foi professor da disciplina de medicina e comunidade do curso de medicina da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA).

Foi colaborador em vários órgãos da imprensa no país e no exterior. Teve seus textos adaptados para cinema, teatro, televisão e rádio, inclusive no exterior. Foi membro da Academia Brasileira de Letras.

Recebeu numerosos prêmios, como o Jabuti (1988, 1993 e 2000), o APCA (1989) e o Casa de las Américas (1989).

Em 1998, o romance Um Sonho no Caroço do Abacate foi adaptado para o cinema, com o título Caminho dos Sonhos, sob a direção de Lucas Amberg. O filme participou dos festivais de Gramado, Miami, Trieste e outros. O filme narra a história do filho de um casal de imigrantes judeus lituanos que se estabelece no bairro do Bom Retiro, em São Paulo, nos anos 1960. O jovem Mardo (Edward Boggiss) apaixona-se por Ana (Taís Araújo), uma estudante negra. Os jovens encontram no amor a força e a determinação para enfrentarem a discriminação na escola onde estudam e o preconceito entre as famílias.

Em 2002, o romance Sonhos Tropicais foi adaptado para o cinema sob a direção de André Sturm, com Carolina Kasting, Bruno Giordano, Flávio Galvão, Ingra Liberato e Cecil Thiré no elenco. O filme relata o combate à febre amarela no Rio de Janeiro, comandado pelo médico sanitarista Oswaldo Cruz, e a resistência da população à vacinação obrigatória, que resultou na chamada Revolta da Vacina. Em paralelo, é narrada a história de uma jovem judia polonesa, que imigra para o Brasil em busca de uma vida melhor, mas acaba por se prostituir.

Faleceu no dia 27 de fevereiro de 2011, aos 73 anos, de falência múltipla dos órgãos. Ele estava internado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre desde o dia 11 de janeiro, quando deu entrada para a retirada de pólipos (formações benignas) no intestino. A cirurgia foi bem sucedida, mas o escritor acabou tendo um acidente vascular cerebral (AVC) no dia 17 de janeiro, durante o período de recuperação, falecendo quase cinquenta dias depois de sua entrada no hospital. Foi sepultado em 28 de fevereiro de 2011 no Cemitério do Centro Israelita em Porto Alegre.

Filmografia

2002 :: Cego e amigo Gedeão à beira da estrada
2002 :: Benjamin e os Profetas
2001 :: Sonhos Tropicais
1998 :: Caminho dos Sonhos
:: Clube dos Suicidas
:: No amor
:: Aquelas Mulheres
:: Onze: onze
:: Porto Alegre – Meu canto no mundo

Publicações

Romances:

SCLIAR, Moacyr. A guerra no Bom Fim. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1972.
SCLIAR, Moacyr. A guerra no Bom Fim. Porto Alegre: L&PM, ISBN 9788525413215
SCLIAR, Moacyr. O exército de um homem só. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1973.
SCLIAR, Moacyr. O exército de um homem só. Porto Alegre: L&PM, ISBN 852540652X
SCLIAR, Moacyr. O exército de um homem só. Porto Alegre: L&PM, 2014. ISBN 978-85-254-3164-6
SCLIAR, Moacyr. Os deuses de Raquel. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1975.
SCLIAR, Moacyr. Os deuses de Raquel. Porto Alegre: L&PM, ISBN 85-254-1225-2
SCLIAR, Moacyr. O ciclo das águas. Porto Alegre: Globo, 1975.
SCLIAR, Moacyr. O ciclo das águas. Porto Alegre: L&PM, 1996. ISBN 9788574887838
SCLIAR, Moacyr. Mês de cães danados. Porto Alegre: L&PM, 1977. ISBN 852541221X
SCLIAR, Moacyr. Doutor Miragem. Porto Alegre: L&PM, 1979. ISBN 8525409219
SCLIAR, Moacyr. Os voluntários. Porto Alegre: L&PM, 1979. ISBN 8525410667
SCLIAR, Moacyr. O Centauro no Jardim. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980.
SCLIAR, Moacyr. O Centauro no Jardim. Porto Alegre: L&PM (Tradução francesa:”Le centaure dans le jardin” ),
SCLIAR, Moacyr. Presses de la Renaissance. Paris, 1985. ISBN 2-264-01545-4
SCLIAR, Moacyr. Max e os felinos. Porto Alegre: L&PM, 2014. ISBN 9788525428035
SCLIAR, Moacyr. Max e os felinos. Porto Alegre: L&PM, 1981. ISBN 8525410489
SCLIAR, Moacyr. A estranha nação de Rafael Mendes. Porto Alegre: L&PM, 1983. ISBN 8525409367
SCLIAR, Moacyr. Cenas da vida minúscula. Porto Alegre: L&PM, 1991. ISBN 8525403555
SCLIAR, Moacyr. Sonhos Tropicais. São Paulo: Companhia das Letras, 1992. ISBN 8571642494
SCLIAR, Moacyr. A majestade do Xingu. São Paulo: Companhia das Letras, 1997. ISBN 8571647011
SCLIAR, Moacyr. A mulher que escreveu a Bíblia. São Paulo: Companhia das Letras, 1999. ISBN 8571649375
SCLIAR, Moacyr. Os leopardos de Kafka. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. ISBN 9788535900217
SCLIAR, Moacyr. Uma história farroupilha. Porto Alegre: L&PM, 2004. ISBN 8525414204
SCLIAR, Moacyr. Na noite do ventre, o diamante. Rio de Janeiro: Ed. Objetiva, 2005. ISBN 8573026790
SCLIAR, Moacyr. Ciumento de carteirinha. Editora Ática, 2006, ISBN 8508101104
SCLIAR, Moacyr. Os vendilhões do templo. São Paulo: Companhia das Letras, 2006. ISBN 9788535908299
SCLIAR, Moacyr. Manual da paixão solitária. São Paulo: Companhia das Letras, 2008. ISBN 9788535913552
SCLIAR, Moacyr. Eu vos abraço, milhões. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. ISBN 9788535917390

Ensaios:

SCLIAR, Moacyr. A condição judaica. Porto Alegre: L&PM, 1987
SCLIAR, Moacyr. Do mágico ao social: a trajetória da saúde pública. Porto Alegre: L&PM, 1987.
SCLIAR, Moacyr. Do mágico ao social: a trajetória da saúde pública. São Paulo: Senac, 2002.
SCLIAR, Moacyr. Cenas médicas. Porto Alegre: Editora da Ufrgs, 1988.
SCLIAR, Moacyr. Cenas médicas. Artes&Ofícios, 2002
SCLIAR, Moacyr. Enígmas da culpa. São Paulo: Objetiva, 2007

Contos:

SCLIAR, Moacyr. A orelha de Van Gogh. São Paulo: Companhia das Letras, 1989. ISBN 8571640483

Ficção Infanto & Juvenil:

Memórias de um aprendiz de escritor (61 págs.) – 1984, Cia. Editora Nacional
O tio que flutuava (88 págs.) – 1988, Ática
Pra você eu conto (80 págs.) – 1990, Atual
A festa no castelo (138 págs.) – 1991, L&PM
Balada do Falso Messias (88 págs.) – 1994, Ática
Introdução a pratica amorosa (72 págs.) – 1995, Scipione
A Rio Grande farroupilha (36 págs.) – 1998, Ática
Câmera na mão, o Guarani no coração (120 págs.) – 1998, Ática
A colina dos suspiros (128 págs. ) – 1999, Moderna
O Livro da medicina (64 págs.) – 2000, Companhia das Letrinhas
Cavalos e obeliscos (96 págs.) – 1981, 2001, Ática
Ataque do comando P.Q. (88 págs.) – 2001, Ática
O sertão vai virar mar (120 págs.) – 2002, Ática
Éden-Brasil (144 págs.) – 2002, Companhia das Letras
O irmão que veio de longe (96 págs.) – 2002, Companhia das Letras
SCLIAR, Moacyr. Um sonho no caroço do abacate. : Global, 1995. (75 págs.) – 2002.
As pernas curtas da mentira (63 págs.) – 2002, Moderna
Nem uma coisa, nem outra (40 págs.) – 2003, Rocco
Navio das cores (56 págs.) – 2003, Berlendis & Vertecchia
Aprendendo a amar e a curar (71 págs.) – 2003, Scipione
Um menino chamado Moisés (56 págs.) – 2004, Ática
Os cavalos da República (80 págs.) – 1989, 2005, Ática
Gota d’agua – 2005, Global
SCLIAR, Moacyr. No caminho dos sonhos. : Ática, 1988. : , 2005. 125 págs.
Ciumenta de carteirinha (136 págs.) – 2006, Ática
O menino e o bruxo (120 págs.) – 2007, Ática
Uma história só pra mim (72 págs.) – 1994, 2007, Atual
ABC do Mundo Judaico (48 págs.) – 2007, SM
A Palavra Mágica (112 págs.) – 2007, Moderna
O carnaval dos animais (101 págs.) – 2008, Ediouro
Leituras de Escritor (224 págs.) – 2008, SM
A voz do poste (120 págs.) – 2008, Rocco
Aquele estranho colega, o meu pai (64 págs.) – 2008, Atual
O amigo de Castro Alves (184 págs.) – 2009, Ática
O mistério da casa verde (78 págs.) – 2009, Ática
Deu no jornal (32 págs.) – 2009, Edelbra

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/fabio-carvalho/

MOACYR SCLIAR – SITE OFICIAL. http://www.moacyrscliar.com

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Moacyr Scliar (1937-2011)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.