fbpx

Morre defensor da Amac

Notícia

O Diretor-Presidente da Associação Municipal de Apoio Comunitário (Amac), Marcelo Gaio, morreu na tarde de ontem no hospital Albert Sabin aos 51 anos vítima de infarto. Ele havia se internado no final da manhã para realizar uma cirurgia na vesícula prevista para às 20h. Por volta das 11h30, no entanto, sofreu uma parada cardíaca ainda no quarto do hospital, vindo a falecer às 17h. O corpo está sendo velado no Cemitério Parque da Saudade. O sepultamento acontece hoje, às 14h. Em homenagem póstuma ao seu diretor-presidente, todas as unidades da Amac funcionarão somente até o meio-dia. Em nota, a Prefeitura de Juiz de Fora lamentou a morte de Marcelo Gaio e lembrou do seu legado, marcado pela “competência demostrada em suas áreas de atuação e pelo desprendimento no apoio às boas idéias e causas que marcaram a sua vida”.

Advogado e psicólogo, Marcelo Gaio era um dos mais antigos funcionários Amac, tendo sido, em dezembro de 2009, o primeiro diretor-presidente eleito pela entidade. Tão logo assumiu, nomeou a coordenadora executiva do atendimento ao idoso, Maria José Sinhoroto (Zezé), como superintendente da associação. Crítico da transferência de serviços de assistência social para a iniciativa privada, ele participou também de todo o processo – ainda em curso – de desvinculação da Amac da Prefeitura. Numa de suas últimas ações, Marcelo Gaio retomou as atividades da Casa do Pequeno Jardineiro paralisadas em decorrência de uma onda de vandalismo e furtos. O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos (Sinserpu) de Juiz de Fora, Cosme Nogueira, lamentou a perda do diretor-presidente, que, segundo ele, foi “uma das principais vozes levantadas em defesa da Amac.”

(Fonte: Jornal Tribuna de Minas – 28 de aril de 2010)

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.