fbpx

Mulher Pecado (1979)

Sinopse

Um filme no mínimo misterioso, já que praticamente ignorado de todo mundo. Dirigido a quatro mãos pelo falecido Egydio Eccio, também seu principal intérprete masculino, e por J.C. Cordeiro. A trama é ambientada na fronteira entre Brasil e Paraguai, com muito destque para as cataratas do Iguaçu. Com elas concorre a nudez da argentina Isabel Sarli, provável símbolo sexual para quem ganha menos de três salários mínimos. Seu problema no filme é conseguir fora de casa o filho que um marido industrial não consegue lhe dar. Não parece tarefa difícil, mas deve provocar muita confusão. Fala-se também, e muito, em contrabando. Além da sexualidade terceiromundista de La Sarli, presenças ainda de Teresa Sodré, Aldo de Maio, Ciro Bassini, Bentinho, Valéria Vidal e Adolpho Chadler.

Elenco

Isabel Sarli
Armando Bó
Teresa Sodré
Rosa, Marcia
Egydio Eccio
Chadler, Adolpho
Bó, Victor
Romini, Roy
Maio, Aldo de
Sabrina
Viana, Maria
Bassini, Ciro
Vidal, Valéria
Bentinho
Monroe, Ursula
Mauro, Waldemar de
Pimentinha
Bond, Suely
Ananias, Antonio
Apindola, Regina
Palito
Genésio
Alvarado, Daniel
Celia
Assunção, Olga
Denny
Olmos, Miguel
Alberto, Carlos
Serra, Gilberto
Caseiro Jr., Waldemar

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Mulher Pecado (1979) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Egydio Eccio e José da Costa Cordeiro
Argumento: Bó, Armando
Continuidade: Junior
Direção de produção: Rodrigues, João Bento
Produção executiva: José da Costa Cordeiro
Assistência de produção: Costa, Carlos Alberto
Direção de Fotografia: Edward Freund
Câmera: Edward Freund
Assistência de câmera: Hampe, Adilson; Feitosa, Flavio G.
Eletricista: Cortes, Edson
Técnico de som: Cabalar, Julio Perez
Assistente de som: Oliveira, Orlando Macedo de; Silva, Sérgio Martins da
Montagem: Egydio Eccio
Assistente de montagem: Jovita
Cenografia: Tarverso, Alfredo
Maquiagem: Suzy
Música: Paulo, Ivan
Companhia(s) produtora(s): Distribuidora de Filmes Urânio Ltda.
Companhia(s) co-produtora(s): Empresa Estadual de Cinema Ltda.; Cinemas de São Paulo Ltda.
Companhia(s) distribuidora(s): Art Films S.A.; Distribuidora de Filmes Urânio Ltda.

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Guia de Filmes, 79
LFM/DCB
ACPJ/II
O Estado de S. Paulo, 29.04.1979
Jornal do Brasil, s.d.
Diário Mercantil, 18.06.1979
Folha da Tarde, 30.04.1979, p. 2
Jornal da Tarde, 30.04.1979, p. 18
ALSN/DFB-LM

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Mulher Pecado. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/mulher-pecado/

Observações:

Guia de Filmes 79 indica que o filme teve seu Certificado de Produto Brasileiro revalidado em fevereiro de 1979.
LFM/DCB aponta 1970 como ano de produção.
ACPJ/II apresenta a produção da Cinemundi Distribuidora e Produtora de Filmes (SP), e da Sifa Films (AR), Buenos Aires.
O Estado de S.Paulo, 29.04.1979 informa a censura de 18 anos. Nesta edição, Rubem Biáfora comenta que o filme da dupla Isabel Sarli e Armando Bó foi vetado na Argentina e no Brasil esteve proibido pela censura por vários anos. Afirma que embora seus filmes façam sucesso comercial até na Inglaterra, a solução oficiosa ou passaporte são ‘rodagens’ disfarçadas extras e/ou providenciais no Brasil ou Paraguai. Na sua ficha técnica apresenta diversas dúvidas, desde o título e nacionalidade: questiona se é da AR, PY ou BR; se 1970 é o ano de produção; companhia produtora Sifa, Urânio ou Cia. Cinematográfica Serrador; direção, argumento e roteiro de Armando Bó ou direção brasileira de Eccio Egydio e/ou José da Costa Cordeiro; fotografia de Edward Freund. No elenco: Isabel Sarli; Miguel Olmos; Daniel Alvarado; Victor Bó, e “na versão”, colagem, remontagem ou enxertos brasileiros: Teresa Sodré; Aldo de Melo; Ciro Bassini; Bentinho; Valéria Vidal; Maria Viana; Sabrina; Waldemar de Mauro; Palito; Marcia Rosa; Waldemar Caseiro Jr.; Antonio Ananias; Suzi Bondi; Denny; Olga; Ursula Monroe; Regina Espindola; Célia e a participação especial de Adolpho Chadler e Pimentinha.
Jornal do Brasil s.d. na coluna assinada por Ely Azeredo, consta que o filme possui ‘nacionalidade duvidosa’, apesar do certificado de filme brasileiro, tem estréia marcada. Comenta que a nacionalidade pode ser posta em dúvida porque não seria a primeira vez que Armando Bó, produtor e diretor argentino, faria um filme aqui com sua mulher, Isabel Sarli, e um brasileiro para assinar a direção. Exibição nos cines: Condor Copacabana, Condor Largo do Machado, Metro Boavista e Metro Baronesa.
ALSN/DFB-LM indica se tratar de uma co-produção Brasil e Argentina.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

2 comentários sobre “Mulher Pecado (1979)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.