fbpx

Murilo Rosa

Murilo Araújo Rosa, em arte mais conhecido como Murilo Rosa, é um ator e produtor brasileiro nascido na cidade de Brasília (DF) no dia 21 de agosto de 1970.

Filho de pai advogado e mãe professora, com um extenso currículo de novelas, minisséries, peças e filmes, Murilo Rosa nem sempre quis ser ator. Na adolescência ainda em Brasília, a paixão por esportes lhe levou a cursar faculdade de Educação Física, que, no entanto, graças ao incentivo da irmã, logo foi trocado por um curso de teatro amador, pois faz seu primeiro teste para ator em 1991 e é aprovado, sendo obrigado a largar o 3º ano da faculdade.

Pouco tempo depois, em 1992, muda-se para o Rio de Janeiro. Em 1993, frequenta as oficinas de atores da TV Globo. Sua estréia na televisão foi em 1994, quando ganha um pequeno papel na novela 74,5 Uma Onda No Ar, pela extinta TV Manchete. Em seguida, em 1996, contratado pelo SBT, participa de Antonio Alves, Taxista, uma coprodução com a Argentina, o que faz com que Murilo Rosa resida alguns meses em Buenos Aires. Mas o sucesso começou a acontecer ainda no mesmo ano, de volta à TV Manchete, participando de Xica da Silva, dirigida pelo lendário Walter Avancini, quando foi considerado uma das revelações.

Outro papel importante foi em “Mandacaru” e não demorou a ser chamado por Jayme Monjardim para interpretar um personagem na segunda fase da minissérie “Chiquinha Gonzaga”, em 1999, quando vai para a TV Globo, de onde não sai mais, atuando nas principais novelas da emissora, como A Força de um Desejo (1999), O Cravo e a Rosa (2000), A Padroeira (2000), a minissérie A Casa das Sete Mulheres (2003), Um Só Coração (2004), até chegar em América, em 2005, como o peão Dinho, tornando-o conhecido pelos quatro cantos do Brasil, e depois Bang-Bang (2006), Desejo Proibido (2007), como Miguel, em Casos e Acasos (2008), como Cássio, e Caminho das Índias (2009), como Lucas.

Estreia no cinema fazendo curtasmetragens, como Ismael e Adalgisa (2002), mas sua grande estreia, num longametragem, acontece no mesmo ano em Olga (2004), dirigido por Jayme Monjardim.

Entre 1997 e 2001, foi casado com a atriz Vanessa Lóes. Entre 2001 e 2002, teve um romance com Vera Fisher; e, desde 2007, está casado com a modelo Fernanda Tavares, com quem tem um filho Lucas, nascido em 2007.

Filmografia

:: Filmografia como Ator ::

2018 :: EAS – Esquadrão Antissequestro
2017 :: A Menina Índigo
2016 :: A comédia divina
2012 :: Vazio Coração
2012 :: Área Q
2011 :: No Olho da Rua
2010 :: Aparecida – O Milagre
2008 :: Orquestra dos Meninos
2007 :: Como Esquecer
2006 :: Xuxa Gêmeas
2005 :: O Segredo (CM)
2004 :: Olga
2002 :: Ismael e Adalgisa (CM)
2000 :: Você Sabe Quem (CM)
1999 :: Promessas – História de Uma Conversão (CM)
1995 :: Uma Vida Dividida
1993 :: Era Uma Vez…

:: Filmografia como Produtor Associado ::

2017 :: A Menina Índigo

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Murilo Rosa. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/murilo-rosa/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

3 comentários sobre “Murilo Rosa

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.