fbpx

Na corda bamba (1958)

Sinopse

Um afinador de pianos e seu folgado sobrinho de criação procuram devolver o colar de uma baronesa cigana, mas são ameaçados por um príncipe e sua irmã que ambicionam, com a posse do objeto, conquistar o trono do seu país de origem.

Filme com o ator Arrelia e Zé Trindade, dirigido por Eurides Ramos.

Elenco

Arrelia …. Arrelia
Zé Trindade …. Trindade
Ema D’Avila …. Baronesa Zaira
Teresinha Amayo …. Luísa
Roberto Duval …. Botazzo
Solange França …. Carolina
Moacyr Deriquem …. Walter
Wilson Grey …. Inácio
Ferreira Leite …. Padre Mateus
Rodolfo Arena …. Malandro
Grijó Sobrinho Policial
João Péricles …. Carcereiro
Lélia Verbena …. Segunda empregada da baronesa
Marilene Silva …. Sofia
Benito Rodrigues …. Caixa do cassino
Íris Del Mar …. Clara
Walter D’Avila

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Na corda bamba que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Eurides Ramos
Argumento: Araldo Morgantini
Roteiro: Alinor Azevedo e Eurides Ramos
Produção: Oswaldo Massaini
Assistência de produção: João Macedo
Assistência de direção: Roberto Duval
Coreografia: Helba Nogueira
Direção especializada: Hélio Barrozo Netto
Direção de fotografia: Hélio Barrozo Netto
Assistência de câmera: Hilto Borges
Direção de som: Alberto Viana
Roteiro de montagem: Hélio Barrozo Netto
Guarda-roupa: Dulce Lousada
Cenografia: Monteiro Filho
Assistencia de cenografia: Gabriel Queiroz
Contra-regra/acessórios de cenografia: Alencastro, Alexandre
Maquiagem: Eric Rzepecki
Orquestração: Radamés Gnatalli

Canção
Título: Viver é cantar;
Autor da canção: Guimarães, Meira;
Autor da música da canção: Paiva, Vicente;
Intérprete: Cardoso, Elizete e Menezes, Monsueto;

Título: Melindrosas, As;
Autor da canção: Guimarães, Meira;
Autor da música da canção: Gnatalli, Radames
Intérprete: D’Avila, Walter e suas melindrosas

Título: Já ando cheio
Autor da canção: Mendonça, Renato e Simões, Jairo

Empresa produtora: Cinedistri – Produtora e Distribuidora de Filmes do Brasil
Empresa distribuidora: Cinedistri – Produtora e Distribuidora de Filmes do Brasil

Bibliografia

Fontes utilizadas:
Material examinado
CENS/I
Certificado de Censura Federal
AV/ICB
Press-sheet

Fontes consultadas:
ACPJ/I
FCB/FF

Observações:
Números musicais dirigidos por .
AV/ICB acrescenta como companhia produtora e distribição da S.A.
Distribuído pela Cinematográfica Ltda., em 1966.
ACPJ/I indica como produtor; como produtor associado e cenografia de .
é o nome artístico de .

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Na corda bamba (1958)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.