fbpx

Nadia Lippi

FOTO Nadia LippiNádia Barbosa Lippi Lopes, em arte conhecida como Nádia Lippi, é uma atriz brasileira nascida na cidade de São Paulo no dia 12 de março de 1956. É mãe da Thalita Lippi, que participou do BBB-8.

Como atriz, começou a carreira ainda criança na TV Excelsior, em 1968, na telenovela A Pequena Órfã, de Teixeira Filho, como a amiguinha de Toquinho, interpretada por Patrícia Ayres. Em poucos anos, tornou-se uma das estrelas das telenovelas da extinta TV Tupi. O sucesso não tarda, ao participar de inúmeras novelas de sucesso como A Revolta dos Anjos (1972), Um Dia o Amor (1975), Pai Herói (1979) e Brilhante (1981).

Ainda antes da cassação das concessões da Rede Tupi, Nádia Lippi foi contratada pela Rede Globo, estreando em Pecado rasgado, em (1978). Em 1980 estrelou, ao lado de Glória Pires e Maitê Proença, a telenovela As Três Marias.

Ainda nos anos 1970, Nádia Lippi atuou com frequência no cinema, principalmente em pornochanchadas, onde estreou, em 1973, no filme A Virgem. Atuou em outros como A Noite das Fêmeas (1976). Nesse setor, seu filme mais famoso é A Árvore dos Sexos, de 1977, dirigida por Sílvio de Abreu, e onde ela teve o papel principal, atuando com o ator Ney Santanna, filho do diretor de cinema Nelson Pereira dos Santos, com quem viria a se casar.

Posteriormente, Nádia participou de dois filmes dirigidos por seu sogro, Nelson Pereira dos Santos: Na Estrada da Vida, de 1980, contracenando com a dupla sertaneja Milionário & José Rico, e Insônia, também no mesmo ano.

Nos anos 1980, Nádia participou de dois filmes de Os Trapalhões, O Trapalhão na Arca de Noé e O Casamento dos Trapalhões (1988).

Posou para a revista Playboy na edição de aniversário agosto de 1981, tendo a revista feito grande sucesso, embora seus fãs já conhecessem a sua nudez através de seus filmes.

Ficou alguns anos afastada da vida artística, pois quis se dedicar mais à sua família, tendo seu retorno se dado em 1996, na peça de teatro Nó de gravata, ao lado de Luana Piovani e Carmo Dalla Vecchia.

Depois de quinze anos, retornou à televisão para participar de um episódio do programa Você Decide (1996). Na TV Manchete faz Brida, em 1998.

Em 2005, retorna para participar de telenovelas atuando em Prova de Amor, da Rede Record, fazendo uma participação especial em alguns capítulos como Cacilda Lopo.

Nos últimos anos, tem aparecido esporadicamente, em participações especiais. Foi casada com o ator/diretor Ney Santana por treze anos (1978/1981), com quem tem uma filha, Talita (1978) – que em 2008 participou do reality show Big Brother Brasil 8 – e com Marco Polo em 1982.

Filmografia

1988 :: O Casamento dos Trapalhões …. Joana
1988 :: O Cio dos Amantes
1983 :: O Trapalhão na Arca de Noé …. Carla
1982 :: Insônia (Episódio: O Ladrão)
1981 :: Estrada da Vida
1977 :: O Mulherengo
1977 :: A Árvore dos Sexos
1976 :: Ninguém Segura essas Mulheres (Episódio: O Furo)
1976 :: A Noite das Fêmeas …. Raquel
1976 :: Já Não Se Faz Amor como Antigamente (Episódio: O Noivo) …. Betina
1975 :: Efigênia Dá Tudo que Tem …. Dulce
1973 :: A Virgem …. Lenita

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Nadia Lippi. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/nadia-lippi/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.