fbpx

No Oco do Tempo (2019)

Sinopse

Cangaceiro que vive sozinho e tem como arma o papel e a caneta. Ele vive em paz, porém sua presença e suas palavras incomodam, e ele é cobrado por isso.

Curta-metragem baseado no personagem Pedro Jeremias, do livro que leva o mesmo nome, do autor Efigênio Moura. Ficção ambientada na geografia e oralidade do distante ano de 1938, Pedro Jeremias é o primeiro livro de uma trilogia ambientada no cangaço e que conta o período após o fim do seu maior ícone, Virgulino Ferreira, o Lampião.

O Filme faz parte do projeto recém-criado Cinema Instantâneo, dos diretores Antonio Fargoni (São Carlos-SP) e Tiago Neves (Campina Grande-PB) que assinam a trama, e apresenta um cangaceiro com armas diferentes e os mesmos problemas sociais. O curta é pautado por poemas de cordel onde o livro é referência. Para o escritor Efigênio Moura, ver o papel pulsando na imagem do Oco do Tempo, se fez mais real com a interpretação pelo jornalista multicultural Hipólito Lucena (Catolé do Rocha-PB).

O cenário escolhido para servir de locação para o filme foi Cabaceiras, cariri da Paraíba, nação do autor do livro.

Elenco

Hipólito Lucena …. Pedro Jeremias

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de No Oco do Tempo que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Antonio Fargoni e Tiago Neves

Brasil | cor | 10 min. | 2019 | PB

Bibliografia

Livros:

MOURA, Efigênio. Pedro Jeremias. : , .

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. No Oco do Tempo. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/no-oco-do-tempo/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.