fbpx

Noites Paraguayas (1982)

FOTO Noites ParaguayasA trajetória de imigrantes paraguaios que, do interior do país, se dirigem a Asunção e de lá chegam a São Paulo. São trabalhadores rurais, músicos, vendedores e subempregados. Dois mundos paralelos: o da cultura guarani e o da aventura brasileira em São Paulo, justapostos por músicas paraguaias e o idioma guarani, falado pelos protagonistas.

Inventário da Rapina é um filme dirigido pelo cineasta e fotógrafo Aloysio Raulino.

Elenco

Rafael Ponzi
Ana Maria Ferreira
Felisberto Duarte
Emmanuel Cavalcanti

José Dumont
Aurora Duarte
Sérgio Mamberti
Célia Maracajá
Índio Alberto

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Noites Paraguayas (1982) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Aloysio Raulino
Roteiro:
Produção: Tania Savietto e Wagner Carvalho
Produção Executiva:
Assistente de Produção:
Direção de Fotografia: Aloysio Raulino e Hermano Penna
Operador de Câmera:
Assistente de Câmera:
Diretor de Arte:
Desenho de Produção:
Figurinista:
Cenografia:
Montagem: José Motta
Som: Walter Rogério
Edição de Som:
Empresa Produtora:
Empresa Coprodutora:
Empresa Distribuidora:

Brasil | Ficção | cor | 35mm | 93 min. | 1982

Bibliografia

Livros:

BONDER, Nilton. A alma imortal. : , .

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Noites Paraguayas. Disponível no endereço: https://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/noites-paraguayas/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.