fbpx

Norma Bengell (1935-2013)

Biografia

Norma Aparecida Almeida Pinto Guimarães d’Áurea Bengell, em arte mais conhecida como Norma Bengell, é uma atriz, cineasta, produtora, cantora e compositora brasileira nascida no Rio de Janeiro (RJ) no dia 21 de fevereiro de 1935.

Começou na vida artística desfilando num pequeno ateliê, até ser convidada para ser vedete nos shows de Carlos Machado.

Estreou no cinema em 1959, no filme estrelado por Oscarito, em O Homem do Sputnik. Chamou a atenção pela sua sensualidade, cantando e parodiando a famosa atriz francesa Brigitte Bardot.

Norma Bengell depois tentaria a carreira de diretora, realizando, nessa função, o filme O guarani, de 1996, baseado na obra do romancista José de Alencar.

Em 1961, Anselmo Duarte contrata-a para interpretar a prostituta no filme O Pagador de Promessas. No ano seguinte causa escândalo ao exibir o primeiro nu frontal do Cinema Brasileiro, no filme Os Cafajestes. Em 1962, Anselmo leva-a ao Festival de Cannes, na França, onde o Pagador ganha a Palma de Ouro. O enorme sucesso desse filme e a magnífica atuação de Norma chamam a atenção de produtores italianos, que acabam por contratá-la, levando-a direto para Roma, onde fica por dois anos, atuando em vários filmes. Com passaporte internacional, tem passagens discretas depois na França e até Hollywood.

Foi a primeira atriz brasileira a apresentar-se em uma cena de nu frontal, no filme Os Cafajestes, de 1962.

Como cantora, seu primeiro sucesso foi o 78 rpm com A lua de mel na lua e E se tens coração (da trilha sonora do filme Mulheres e milhões, de Jorge Ilely).

Em 1959, lançou Ooooooh! Norma, seu primeiro LP, com uma sonoridade bastante próxima da bossa nova, com várias canções de Tom Jobim e João Gilberto.

Após anos gravando participações em trilhas sonoras e discos de outros artistas, seu segundo LP “Norma canta mulheres”, sai apenas em 1977, com composições de Dona Ivone Lara, Luli e Lucina, Marlui Miranda, Dolores Duran, Chiquinha Gonzaga, Rosinha de Valença, Glória Gadelha, Sueli Costa, Rita Lee, Joyce e Maysa, além de “Em nome do amor”, parceria de Norma com Glória Gadelha.

Estreia na direção em 1979 com o curta-metragem Barco de Iansã. Na televisão, participa de algumas novelas como Os Imigrantes (1981), Partido Alto (1984) e Sexo dos Anjos (1989). Em 1987 dirige seu primeiro longa, Eternamente Pagu, e em 1996 lança O Guarani, fracasso de bilheteria e polêmico por não ter suas contas fechadas com o Ministério da Cultura até os dias de hoje.

Foi casada com o ator italiano Gabrielle Tinti.

Em 2008, participou do humorístico Toma Lá, Dá Cá, como Deyse Coturno. Sempre foi polêmica, temperamental e de difícil trato, mas nada disso ofusca sua importância no cenário cinematográfico brasileiro.

Em 2008, assinou contrato com a TV Globo até novembro, efetivando assim sua personagem Deise Coturno até o final da segunda temporada da série Toma Lá, Dá Cá. Antes, ela já havia feito participações esporádicas após a saída temporária do ator Ítalo Rossi, que interpretava o Seu Ladir.

Em 2010 sua foto foi utilizada pela pré-candidata do PT à Presidência da República, a ex-ministra Dilma Rousseff, em seu sítio eletrônico. Tal atitude provocou polêmicas, inclusive a acusação do uso indevido da imagem e associação da atriz. No entanto, Norma Bengell desmentiu ter descontentamento e manifestou apoio à pré-candidata.

Em 27 de abril de 2010, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, a atriz Norma Bengell disse que não viu problema algum no uso de uma foto sua no site Dilma na Web. A fotografia de Bengell aparece numa ilustração da seção Minha vida, que conta a trajetória de Dilma e o contexto histórico do país desde a década de 1960.

Disse Bengell: Eu não vi, não. Uma amiga viu e me contou. Acho normal. Não tem nada que pedir desculpas. Fiz parte das passeatas contra a ditadura. Aliás, eu gosto da Dilma. Acho que ela é maravilhosa, uma mulher que sofreu muito. Tomara que ganhe, afirmando ter simpatia pela ex-Ministra da Casa Civil.

Filmografia

:: Filmografia como Atriz ::

1993 :: Vagas Para Moças de Fino Trato
1988 :: Eternamente Pagu
1988 :: Fronteiras
1987 :: Running out of Luck
1987 :: Mulher Fatal Encontra o Homem Ideal (curta-metragem)
1986 :: A Cor do Seu Destino
1986 :: Fonte de Saudade
1984 :: O Filho Adotivo
1984 :: Tensão no Rio
1983 :: Rio Babilônia
1982 :: Tabu
1981 :: Abrigo Nuclear
1981 :: Eros, o Deus do Amor
1980 :: A Idade da Terra
1978 :: Na Boca do Mundo
1978 :: Mulheres de Cinema (curta-metragem)
1977 :: O Abismo
1977 :: Mar de Rosas
1977 :: Maria Bonita
1977 :: Nas Quebradas da Vida
1976 :: Paranóia
1974 :: Assim Era a Atlântida
1973 :: Défense de savoir
1973 :: Les soleils de l’Ile de Pâques
1972 :: O Demiurgo
1971 :: A Casa Assassinada
1971 :: As Confissões de Frei Abóbora
1971 :: Capitão Bandeira contra o Doutor Moura Brasil
1971 :: Paixão na Praia
1970 :: O Palácio dos Anjos
1970 :: Os Deuses e os Mortos … Soledade
1969 :: O Anjo Nasceu
1969 :: OSS 117 prend des vacances
1969 :: Verão de Fogo
1968 :: Antes, o Verão
1968 :: Dezesperado
1968 :: Io non perdono… uccido
1968 :: Juventude e Ternura
1967 :: Edu, Coração de Ouro
1967 :: A Espiã que Entrou em Fria
1966 :: As Cariocas
1966 :: I Crudeli
1966 :: La muerte se llama Myriam
1965 :: Mar Corrente
1965 :: Terrore nello spazio
1965 :: Una bella grinta
1964 :: La costanza della ragione
1964 :: Noite Vazia
1963 :: I cuori infranti
1963 :: Il mito
1963 :: La ballata dei mariti
1962 :: Mafioso
1962 :: O Pagador de Promessas
1962 :: Os Cafajestes
1961 :: Carnival of Crime
1961 :: Mulheres e milhões
1961 :: Sócia de Alcova
1960 :: Conceição
1959 :: O Homem do Sputnik

1961 :: Sócio de Alcova (Socia de Alcoba) (Brasil/Argenti na); 1962 – Os Cafajestes; O Pagador de Promessas; O Mafioso (Itália); 1963 –O Magnífico Aventureiro (Il Magnífico Avventuriero) (Itália/França/Espanha); Il Mito (Itália); I Cuori Infranti (Itália) (episódio: Vissero Felici); La Ballata Dei Mariti (Itália); 1964
– La Constanza Della Ragione (Itália); Noite Vazia; 1965 – Vigarice a Italiana; he Cat Burgler; Una Bella Grinta (Itália); O Planeta dos Vampiros (Terrore Nello Spazio) (Itália); O Homem de Toledo (Luomo di Toledo) (Itália/Espanha); 1966
– La Muerte Se Llama Myrian (Itália); As Cariocas (1o episódio); Mar Corrente; 1967 – Phedra; A Espiã que Entrou em Fria; Os Cruéis (I Crudeli ou The Hell Banders) (Itália/Espanha); 1968 – Desesperado (Dezesperato); Edu Coração de Ouro; Io Non Perdono… Uccido (Itália/Espanha); Antes o Verão; 1969 – O Último Homem (CM); O Anjo Nasceu; 1970 – Palácio dos Anjos (Le Palais des Anges) (Brasil/França); Verão de Fogo (OSS 117 Prend Des Vacances) (França/Brasil/Itália); Os Deuses e os Mortos; 1971 – Paixão na Praia; A Casa Assassinada; O Capitão Bandeira contra o Dr. Moura Brasil; As Confissões do Frei Abóbora; 1973
– Os Sóis da Ilha de Páscoa (Les Soleils de Ille de Pâques) (França/Brasil/Chile); Défense de Savoir (França/Itália); 1975 – Assim Era Atlântida; Une Vieille Maitresse (TV-França); 1976 – Mulheres de Cinema (CM); Paranoia; 1978 – Abismu; Mar de Rosas; Na Boca do Mundo; 1980 – Fênix (CM); 1981 – Eros, o Deus do Amor; A Idade da Terra; Abrigo Nuclear; 1982 – Tabu; 1983 – Rio Babilônia; 1984 – Tensão no Rio; O Filho Adotivo; 1986 – A Cor do seu Destino; Fonte da Saudade (episódio: Alba); 1987 – A Mulher Fatal Encontra o Homem Ideal (CM); Maré de Azar (Running Out of Luck) (EUA); 1988 – Eternamente Pagú; 1992 – A Floresta da Tijuca (CM); Vagas para Moças de Fino Trato; 2001 – As Mulheres do Cinema Brasileiro – Partes I, II, III e IV (CM) (narração juntamente com Paulo José); 2003 – Banquete (CM)

:: Filmografia como Diretora ::

2005 :: Magda Tagliaferro – O mundo dentro de um piano
2005 :: Infinitamente Guiomar Novaes
1996 :: O guarani
1988 :: Eternamente Pagu
1980 :: Maria da Penha (CM)
1980 :: Maria Gladys, uma Atriz Brasileira (CM)
1979 :: Barco de Iansã (CM)

:: Filmografia como Ela Mesmo ::

2009 :: Dzi Croquettes

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

ALMEIDA, Paulo Sérgio; OLIVEIRA, José Maria de. (org.). Quem é Quem no Cinema. Rio de Janeiro: Iluminuras, 2003.
BENGELL, Norma. Norma Bengell. São Paulo: NVersos, 2014.
SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

FILMEB. http://www.filmeb.com.br/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]