fbpx

O Assalto ao Trem Pagador (1962)

Sinopse

Uma quadrilha de seis homens (Grilo Peru, Tonho, Cachaça), na sua maioria favelados, comandada por Tião Medonho assalta o trem pagador da Estrada de Ferro Central do Brasil, no interior do Rio de Janeiro. Um acordo não cumprido leva ao esbanjamento do dinheiro por parte do bandido Grilo Peru, que compra um carro importado e tem um caso com Marta. Tião Medonho, em vista do rompimento do pacto, resolve matar Grilo Peru. A polícia encontra pistas dos outros bandidos, pois eles também começam a gastar o dinheiro. Tião é atraído para uma emboscada, sendo morto. Zulmira, sua mulher, desesperada, devolve o dinheiro escondido no guarda-roupa, para se livrar da pressão da polícia e da imprensa.

Elenco

Eliezer Gomes …. Tião Medonho
Reginaldo Faria …. Grilo Peru
Jorge Dória …. Delegado
Atila Iório …. Tonho
Ruth de Souza …. Judite
Helena Ignês …. Marta
Luiza Maranhão …. Zulmira
Miguel Rosenberg …. Edgar
Mozael Silveira …. repórter
Cosme dos Santos …. Queiróz, um dos filhos de Tião
Kelé …. Lino
Dirce Migliaccio
Osvaldo Louzada
Miguel Ângelo
Antônio Carlos Pereira
Wilson Grey
Billy Davis
Francisca Xavier
Nelson Dantas
Montel, Arnaldo
Coutinho, Jorge
Copacabana, Paulo
Drault, Kleber
Luna, Ricardo
Leal, Milton
Almeidinha
Abicalil, Jorge
Batista, Mario
Regis, Waldemar
Gomes, Nascimento
Magna, Lícia
Gonzales, Jecy
Maria, Regina
Westman, Birgita
Lopes, José
Philô e sua equipe de repórteres
Silveira, Mozael

Participação Especial:
Grande Otelo …. Cachaça

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de O Assalto ao Trem Pagador (1962) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Roberto Farias
Argumento: Reginaldo Faria e Luiz Carlos Barreto
Co-argumento: Alinor Azevedo
Roteiro: Roberto Farias
Assistência de direção: Billy Davis
Produção: Roberto Farias, Richers, Herbert; Zonari, Arnaldo
Direção de produção: Faria, Rivanides
Produtor associado: Zonari, Arnaldo
Assistência de produção: Ribeiro, José; Silveira, Mozael; Menezes, Wilmar
Direção de Fotografia: Amleto Daissé
Câmera: José Rosa
Assistência de câmera: Silva, José Vicente da
Direção de som: Ribeiro, Nelson; Felício, Jorge dos Santos; Tavares, José
Montagem: Valderde, Rafael Justo
Assistente de montagem: Erita, Lucia
Cenografia: Horvath, Alexandre; Massenzi, Pierino
Contra-regra/acessórios de cenografia: Silva, Vinícius
Maquiagem: Carias, Paulo
Costureira: Fechô, Zilma
Música: Remo Usai
Companhia(s) produtora(s): Produções Cinematográficas Herbert Richers S.A. | Produções Cinematográficas R. F. Farias Ltda.
Companhia Co-produtora: RF Cinema e TV Ltda.
Companhia Distribuidora: Fama Filmes Ltda.

Canção
Título: Eu quero essa mulher assim mesmo
Autor da música da canção: Menezes, Monsueto e Batista, José

Prêmios

Prêmio Saci, 1962 de Melhor Ator Secundário para Dória, Jorge, Melhor Atriz Secundária para Migliaccio, Dirce e Melhor Roteiro para Farias, Roberto..
Prêmio Governador do Estado de São Paulo, 1962 de Melhor Roteiro para Farias, Roberto..
Prêmio de Melhor Atriz Secundária para Maranhão, Luíza e de Ator Revelação para Gomes, Eliezer no Festival de Curitiba, 5, 1962, PR..
Troféu Cinelândia, 1962 de Melhor Revelação para Gomes, Eliezer..
Prêmios de Melhor Filme, de Melhor Ator para Gomes, Eliezer, Melhor Atriz Secundária para Maranhão, Luíza e Melhor Roteiro para Farias, Roberto no Festival da Bahia, 1962, BA..
Prêmio Caravela de Prata do Festival de Lisboa, 1963, Lisboa – PT..
Prêmio Especial do Festival de Arte Negra, 1963 – SN.

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
ExibAn/62
RB/AN65
JCB/BTC
CENS/I
ALSN/DFB-LM

Fontes consultadas:
ACPJ/I
Jornal do Brasil, 11.01.1962
Diário de Notícias, 24.01.1962

Internet:

ANCINE. Disponível no endereço: http://sad.ancine.gov.br/obrasnaopublicitarias/pesquisarCpbViaPortal/pesquisarCpbViaPortal.seam. Acesso em: 20.02.2018.
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. O Assalto ao Trem Pagador. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/o-assalto-ao-trem-pagador/

Observações:
Material examinado com 2.860m. Indica: Embora baseado num fato verídico, as situações e personagens deste filme não são reais e qualquer semelhança é mera coincidência.
ExibAn62 informa tempo de projeção de 105 minutos e ALSN/DFB-LM 89 minutos.
ACPJ/I indica na ficha técnica como produtor associado ; supervisão de ; como gerente ; roteiro de . No elenco acrescenta: ; ; ; ; ; ; ; ; ; e . Esta fonte chama o ator Kelé de Clementino Kelé.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados