fbpx

O Caldeirão da Santa Cruz do Deserto (1986)

Sinopse

Depoimentos e imagens inéditos sobre os trágicos episódios que culminaram com a destruição da comunidade liderada pelo beato José Lourenço. Marca o encontro do povo cearense com a sua memória, durante tantas décadas amordaçada. Os artistas populares, os romeiros, os camponeses sem-terra narram a história. Quem fala do Caldeirão é o boi de fitas armado por Pedro Boca Rica, é a poesia de Patativa do Assaré, são os brincantes do Boi Lua Branca, do Guerreiro de Dona Margarida; é a banda de pífaros dos Irmãos Anicetos, são os ex-votos de imburana e a romeirada inumerável do Padrinho Cícero. São os bonecos de Maria das Dores Bernardo, filha de Ciça do Barro Cru. Em barro, ela modelou mais de 500 bonecos e cenas coletivas, refazendo toda a epopéia do Caldeirão.

O Caldeirão da Santa Cruz do Deserto é um filme dirigido por Rosemberg Cariry.

Elenco

Silva, Henrique Ferreira da – camponês, remanescente do Caldeirão
Maia, Luis – livreiro, entrevistou o beato em 1938
Hoornaert, Eduardo – historiador
Carvalho, Jáder de – sociólogo, jornalista e escritor
Gurgel, Marina – doméstica, remanescente do Caldeirão
Lobo, José Camilo (Comerciante, motorista, serviu ao Beato)
Farias Neto, Cordeiro de (General) – chefe de Polícia, na época
Maio, Maria de – filha de criação do Beato José Lourenço
Barros, José Goes de Campos (General) – Delegado do DEOPS, na época
Espínola, Hildebrando – sociólogo, jornalista e advogado, entrevistou o Beato em 1938
Araripe, Antonio de Alencar – Deputado Constituinte de 45, advogado
Limaverde, Mário – comerciante, negociou com o Beato
Bernardo, Maria das Dores
Participação especial:
Assaré, Patativa do
Braga, Eduardo
Rica, Pedro Boca
Néri, Fernando
Rocha, Omar
Oliveira, Cego
Banda Cabaçal dos Irmãos Anicetos
Grupo Folclórico de Farias (Barbalha)
Grupo de Penitentes de Barbalha

Narração:
Ramos, Jorge

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de O Caldeirão da Santa Cruz do Deserto (1986) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Rosemberg Cariry
Argumento: Rosemberg Cariry e Holanda, Firmino
Roteiro: Rosemberg Cariry e Holanda, Firmino
Autoria do texto de locução: Holanda, Firmino; Barroso, Oswald e Rosemberg Cariry
Pesquisa: Rosemberg Cariry e Holanda, Firmino
Assistência de direção: Holanda, Firmino; Venâncio, Nirton
Direção de produção: Azevedo, Robson Gomes de; Albuquerque Jr., Jefferson de
Produção executiva: Wilton, José; Vale, Francis Gomes
Assistência de produção: Maia, Teta; França, José Roberto; Normando, Carlos Alberto; Bantim, Jackson; Tavares, Silvanildo
Direção de fotografia: Nunes, Ronaldo
Câmera: Nunes, Ronaldo
Assistência de câmera: Vieira, Francisco Eudes; Paula, Silas de
Fotografia de cena: Boubli, Liloye; Guilherme, Marcus
Chefe eletricista: Tremembé, Oswaldo
Som direto: Sousa, Francisco Pereira de
Trilha sonora: Paiva, Cleivan
Assistente de som: Paiva, Walmir A.
Montagem: Cox, Carlos; Caldas, Manfredo
Assistente de montagem: Santos, Fernando Cezar
Letreiros: Audifax Rios
Música-tema: Paiva, Cleivan e Rosemberg Cariry
Companhia Produtora: Cariri Cariry Produções Artísticas
Companhia co-produtora: R.N. Produções Ltda.
Companhia Distribuidora: Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Dados adicionais de música
Título da música: Caldeirão
Música de: Paiva, Cleivan e Cariry, Rosemberg;
Intérprete(s): Teti (voz) e Rogério, Rodger (vocal)
Instrumentista: Ocelo – flauta; Paiva, Cleivan – violão e Crato, Manoel do – violão

Música de: Gonzaga, Luis;

Música de: Pingo;

Música de: Rodrigues, Guaracy;

Música de: Gismonti, Egberto;

Música de: Brito, Ronaldo Correia;

Música de: Lima, Francisco Assis de Sousa;

Música de: Batista, Severino

Locação: Ceará

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/FIBRA
Press-book
Diário do Nordeste, 26.12.1984
Concine/87*

Fontes consultadas:
Jornada/25 anos

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. O Caldeirão da Santa Cruz do Deserto. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/o-caldeirao-da-santa-cruz-do-deserto/

Observações:
Rosemberg Cariry é pseudônimo de Antônio Rosemberg de Moura
Press-book indica: Primeiro assistente de câmera Francisco Eudes Vieira e Segundo Silas de Paula. Acrescenta em música-tema o estúdio Nossa Voz e o técnico César Barreto; em músicas adicionais alguns artistas populares relacionados na participação especial. Informa que foi filmado quase todo com câmara na mão e som direto.
Diário do Nordeste de 26.12.1984 informa que desde novembro o diretor vem trabalhando na execução do filme, que será feito em 16mm, mas com a pretensão de ser ampliado para 35mm.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “O Caldeirão da Santa Cruz do Deserto (1986)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.