fbpx

O Canto da Araponga (2004)

Sinopse

Documentário sobre o impacto que um fato, motivado por interesses exclusivamente políticos, teve na organização e na vida da pequena sociedade de Araponga por ocasião do final da Revolução Constitucionalista de 1932, quando os getulistas atacaram a cidade na perseguição de Artur Bernardes, que havia se refugiado na região.

Considerado o maior confronto militar do Brasil no século XX, a Revolução de 1932 tornou-se a luta de um só estado (São Paulo) contra o resto do país, que apoiou Getúlio Vargas.

O único apoio externo veio de Arthur Bernardes, que pretendia fazer um levante na Zona da Mata mineira, para, daí, atacar o Rio de Janeiro. A fim de cumprir seus propósitos, transformou o pequeno povoado de Araponga no quartel general da revolução, onde se refugiam líderes políticos e soldados bernardinos.

O Conto da Araponga conta a história desse levante por meio de entrevistas com moradores, historiadores e imagens de arquivo, trazendo à tona o sentimento que inspirou os moradores dessa cidade mineira. O documentário relata, ainda, a organização da revolução, sua repressão pela Força Pública do estado de Minas, a fuga e a prisão de Arthur Bernardes.

Através do olhar de seus habitantes, pessoas que viveram e sofreram e até se divertiram naquele período, o documentário faz uma releitura da história, de forma a registrar o que não foi dito. Localizado na Zona da Mata, e, na época, vinculado administrativamente a Viçosa, o pequeno povoado de Araponga foi escolhido por Arthur Bernardes para ser o seu Quartel General, de onde sairiam tropas para apoiar o Estado de São Paulo no ataque a capital federal, no Rio de Janeiro, no objetivo de depor o então Presidente Getúlio Vargas.

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de O canto da Araponga (2004) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Carlos Canela
Roteiro: Daniel Roscoe
Assistência de Direção: Suzana Markus
Produção Executiva: Jorge Moreno
Produção: Daniel Roscoe
Assistente de Produção:
Direção de Fotografia: Luis Abramo
Operador de Câmera:
Assistente de Câmera:
Diretor de Arte:
Desenho de Produção:
Figurinista:
Cenografia:
Montador:
Som:
Edição de Som:
Empresa Produtora: FAM Filmes
Empresa Coprodutora: Carabina Filmes
Empresa Distribuidora:

Brasil | 35 mm | Ficção | 15 min. | 2004

Bibliografia

Internet:

CARABINA FILMES. http://www.carabinafilmes.com.br/
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. O canto da Araponga. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/o-canto-da-araponga/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “O Canto da Araponga (2004)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.