fbpx

O Cinema em São João del-Rei

Histórico

O cinema, assim como a arquitetura colonial, faz parte da história e da cultura de São João del-Rei. De acordo com Antonio Gaio Sobrinho, o cinema chegou à cidade bem no início do século XX. Em São João del-Rei, as experiências começaram, ao que parece, em 03 de dezembro de 1905, quando e a partir de então, as notícias se amiúdam nas páginas do prestigioso O Repórter, jornal dirigido por J. Assis Viegas e J. Assis Sobrinho. Sucedem-se informações sobre empresas, que por aqui excursionaram, trazendo seus aparelhos de projeções, tais como: Braga & Cia., em 1905; Antônio de Sousa Machado, com seu cinematógrafo falante em 1906; Araújo Silva & Cia., em 1906, reaparecendo em 28 de novembro de 1907, quando estréia, no Teatro Municipal, seu moderno Cinematógrafo Pathé Fréres. Lembraríamos também, a empresa de Cinematógrafo Circo Pathé, de Carlos Leal & Cia, que esteve na cidade em 1910; a Empresa Spinelli, secretariada por José Pinto da Silva, em 1912.

A exibição itinerante de películas era intensa na cidade, fato que, segundo Antonio Gaio, incentivou a inauguração de salas de exibição fixas. As iniciativas locais apareceram a partir de 03 de junho de 1906, com a Empresa Tiradentes, associada de André Bello, e que, em 12 de setembro de 1907, inaugura as exibições no Teatro Municipal. Em meados de 1908, é a vez de o mesmo André Bello e o Tenente Cristino Pereira da Silva, com o Cinematógrafo Ítalo-Brasileiro, aparecerem associados à Empresa Faleiro & Cia., concessionária do Teatro Municipal.

De acordo com Gaio, em 1909 existiam dois cinemas na cidade: o CINEMA COMÉRCIO, na Rua Moreira César (atual Rua Arthur Bernardes) e o Kinema Club, localizado na Rua Marechal Bittencourt (atual Rua Marechal Deodoro). Em 1911, foi inaugurado o Cinema Avenida, de propriedade dos senhores Eugênio de Castro e Ezequiel Coelho dos Santos, situado onde atualmente encontra-se a agência do Banco Itaú. No dia 16 de junho de 1928, a firma J. Faleiro & Cia., abriu mais uma sala de cinema na cidade, conhecida como Cine Capitólio, na Avenida Rui Barbosa (atual Avenida Presidente Tancredo Neves). O Cine Capitólio inaugurou o cinema falado em São João del-Rei no dia 25 de setembro de 1930, com o filme Rapaz de sorte.

O Teatro Municipal também serviu de espaço para a exibição de filmes, até a década de 1960, quando voltou a ser espaço exclusivamente teatral. O local foi arrendado para exibição de filmes por diversas empresas, como Castanheira & Machado (1922-1930); André Bello (1930-1940); F. Cupello & Cia. (1940-1961).

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.