fbpx

O Jeca Macumbeiro (1975)

Sinopse

POSTER O Jeca MacumbeiroNo filme O Jeca Macumbeiro, Mazzaropi é Pirola, um caboclo paupérrimo que vive em um casebre na fazenda de seu patrão, o Coronel Januário.

A filha de Pirola, Filomena, é casada com Mário, filho do coronel. Um dia, Pirola recebe de Nhonhô, um velhinho amigo, a notícia de que será herdeiro e quando aceita um saco cheio de dinheiro, resolve deixá-lo na guarda do patrão. Para apropriar-se do dinheiro de Pirola, o Coronel Januário se passa por um pai-de-santo pra lá de fajuto.

O filme foi uma sátira ao enorme sucesso de O Exorcista e bateu a arrecadação deste nos cinemas do Brasil.

Comédia lançada em 1975, com direção de Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner.

Elenco

Amácio Mazzaropi …. Pirola
Gilda Valença …. Dona Engrácia
Joffre Soares …. Cel. Januário
Selma Egrei …. Filomena
Ivan Lima …. Mário
José Mauro Ferreira …. Zé
Maria do Roccio …. Esther
Talarico, Jair
Levy, Felipe
Velloni, José
Pirolito
Netinho
Saldanha, Araken
Castro, Aparecida de
Brotocubano
Campos, Lana
Garcia, Rose
Cangaceiro
Costa, Benedito Claudio da
Ribeiro, Augusto Cesar

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner
Argumento: Amácio Mazzaropi
Roteiro: Amácio Mazzaropi
Produção: Amácio Mazzaropi
Equipe de produção: Garcia, Carlos; Dias, Messias J.; Costa, Benedito C. da
Gerente de produção: Garcia, Carlos
Assistência de direção: Cardoso, José Adalto
Continuidade: Padilha, Celia Maria
Direção de fotografia: Pio Zamuner
Câmera: Pio Zamuner
Assistência de câmera: Roveda, Virgilio; Oliveira, Nicanor de
Fotografia de cena: Ferreira, José M.
Chefe eletricista: Peçanha, Demerval
Eletricista: Santos, Aloysio dos; Tolentino, Geraldo F.; Guimarães, Jadeyr; Louzada, Wilson Souza
Maquinista: Oliveira, Isidoro Firmino; Dias, José
Técnico de som: Covolan, Jayme Alceu
Mixagem: Macedo, Orlando
Montagem: Araújo, Inácio
Assistente de montagem: Manzini, Eder
Cenografia: Amácio Mazzaropi
Consultoria de cor: Pizzo, Jurandir
Maquiagem: Viana, Inajá
Arranjos musicais: Fietta, Hector Lagna
Companhia produtora: PAM Filmes
Companhia distribuidora: PAM Filmes

Dados adicionais de música
Regente Maestro: Fietta, Hector Lagna

Canções:

Título: Luar do Sertão;
Autor da canção: Cearense, Catulo da Paixão;
Intérprete: Amácio Mazzaropi;

Título: Tocando a boiada;
Autor da canção: Amácio Mazzaropi;
Intérprete: Miltinho e Messias

Título: Lavadeiras do amor
Autor da canção: Fietta, Hector Lagna e Cesar, Carlos

Locação: Taubaté – SP

Bibliografia

Fontes de Referência:

Livros:

DUARTE, Paulo. Mazzaropi: uma antologia de risos. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2009.

FRESSATO, Soleni Biscouto. Caipira sim, trouxa não: representações da cultura popular no cinema de Mazzaropi. Salvador: EDUFBA, 2011.

MATOS, Marcela. Sai da Frente! – A Vida e a Obra de Mazzaropi. São Paulo: Desiderata, 2010.

ROCHA, Glauber. Revisão crítica do cinema brasileiro.

TOLENTINO, Célia Aparecida Ferreira. O Rural no Cinema Brasileiro. São Paulo: Unesp, 2001.

Internet:

MUSEU MAZZAROPI. Disponível no endereço: http://www.museumazzaropi.com.br/. Acesso em: 28 de set. de 2011.

WIKIPEDIA. Disponível no endereço: http://pt.wikipedia.org/wiki/Amácio_Mazzaropi. Acesso em: 28 de set. de 2011.

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Guia de Filmes, 55/56/57

Fontes consultadas:
O Estado de S. Paulo, 23.02.1975
ACPJ/II
MA/CFCCM
Brasil Cinema, 1975
LFM/DCB

Observações:
MA/CFCCM informa a renda de Cr$ 10.573.277,84 e 2.530.306 espectadores. Acrescenta ainda que o filme figura “em 1§ lugar na lista de As 10 maiores rendas do filme nacional no período de 5 anos (de julho de 1970 a dezembro de 1975).”
ACPJ/II acrescenta: em sonografia; José A. Vieira na cenografia.
LFM/DCB grafa a companhia produtora como PAM Filmes – Produções Amácio Mazzaropi.
Os Estúdios nos quais foram realizado o filme ficavam na Fazenda da Santa, em Taubaté – SP.
Brasil Cinema aponta o ano do filme como 1975.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “O Jeca Macumbeiro (1975)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.