fbpx

O Judeu (1995)

História de Antônio José da Silva (1704-1736), dramaturgo muito popular no século XVIII, torturado e morto aos 21 anos pela Inquisição por crime de judaísmo. A prisão do dramaturgo, conhecido como O Judeu, acusado de heresia, é o início da narrativa que se desdobra em flashback para momentos prévios de sua história.

Nascido no Brasil, Antonio José da Silva, redescobre o sentimento da vida através do teatro de marionetes. Casa com Leonor Maria de Carvalho, cristã-nova como ele, e frequenta os salões aristocráticos dos iluministas que o apoiam. Uma denúncia de heresia contra sua prima Brites Eugênia e o espírito irreverente das comédias desse Molière português do século XVIII levam Antonio José, mais uma vez, aos cárceres do Santo Ofício junto com a mãe, Lourença Coutinho, e sua mulher. Secretário do rei D. João V, o brasileiro Alexandre de Gusmão tenta libertá-lo e seu inquisidor, o jovem dominicano D. Marcos, sofre dúvidas de consciência durante o processo. Mesmo assim, Lourença e Leonor são torturadas. O Santo Ofício, num jogo de pressões que opõe o Rei ao Inquisidor mor, não deixa de fazer dele um mártir de sua época.

Rodado em Portugal, em duas fases – num primeiro momento em outubro de 1987 e posteriormente em novembro de 1994 -, a produção ficou vários anos suspensa por problemas financeiros; entretanto o protagonista Felipe Pinheiro faleceu, recorrendo-se a um dublê para as cenas póstumas.

Elenco

Felipe Pinheiro …. Antonio José da Silva
Dina Sfat …. Lourença Coutinho
José Neto …. D. Marcos
Fernanda Torres …. Brites Cardoso
José Lewgoy …. D. Nuno da Cunha
Mário Viegas …. D. João V
Edwin Luisi …. Alexandre de Gusmão
Cristina Aché …. Leonor de Carvalho
Ruy de Carvalho …. Padre Pantoja
Rogério Paulo …. Promotor do Santo Ofício
Fábio Junqueira …. Luís Terra Barbuda
Ribeiro, Curado (D. Teotônio)
Pinhão, Luiz (D. Lázaro)
Pitanga, Márcia (Páscoa dos Rios)
Felipe, Sinde (Marques do Alegrete)
Cesar, Carlos (Notário 1)
Vieira, Adalberto (Notário 2) (dublado(a) por Ruas, Duarte)
Fonte, José Ribeiro (Notário 3)
Fernandes, Baptista (Marques de Ericeira)
Costa, Josaé Fonseca e (Cirurgião do Santo Ofício)
Gomes, André (Mordomo-Mor)
Efe, Pedro (Carcereiro)
Vasques, José (Tio do Barbuda)
Sobreda, Alfredo (Bispo 1)
Cabral, Carlos (Bispo 2)
Botica, Amilcar (Bispo 3)
Anjos, Antônio (Secretário de D. Nuno)
Morgon, Tony (Prisioneiro 1)
Teixeira, Melin (Prisioneiro 2)
Avelar, Francisco (Antonio José da Silva – menino) [dublado(a) por Carvalho, Ricardo]
Perestrelo, Mariana (Brites Cardoso – menina)
Ruas, Maria Emília (Escrava Leonor)
Ferrer, Felipe (Secretário de Finanças)
Pinto, João (Taberneiro)
Ferreira, Cândido (Frade da Taberna)
Mota, Carlos (Familiar do Santo Ofício 1)
Serrar, Mário (Familiar do Santo Ofício 2)
Venâncio, Armando (Promotor 2)
Souza, Alexandre de (Padre da Tortura de Antonio José da Silva)
Castro, Canto e (Pregador)
Galfo, Vicente (Funcionário do Santo Ofício)
Silva, Artur Mendes da (Homem Desconhecido)
Assunção, António (Frade do Santo Ofício 1)
Garcez, José Carlos (Frade do Santo Ofício 2)
Dias, Carlos Alberto (Frade do Santo Ofício 3)
Ramalho, José (Ator na taberna – Esopo)
Crua, Paulo (Ator na taberna – Acólito)

Participação especial:
Soveral, Laura (Maria Coutinho)
Solmer, Antônio (André Mendes da Silva)
Godinho, Sérgio (Antônio Teixeira)
Silva, Varela (João Mendes da Silva)
Coelho, Manuel (Pinto Brandão)
Lopes, Barroso (Camareiro-mor)
Ruth Escobar …. D. Maria Ana DïÁustria
João Grosso …. D. Manuel

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de O Judeu (1995) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Jom Tob Azulay
Argumento: Jom Tob Azulay e Gilvan Pereira
Roteiro: Millôr Fernandes, Geraldo Carneiro e Gilvan Pereira
Diálogos: Millôr Fernandes, Geraldo Carneiro e Gilvan Pereira
Pesquisa: Jom Tob Azulay e Gilvan Pereira
Assistência de direção: Adalberto Vieira, Jorge Paixão da Costa Tereza Garcia e Manuel Aguas
Continuidade: Chaves, Isabel; Silva, Ana
Story-board: Paulo Silva
Produção: Cláudio Kahns, Jom Tob Azulay, Silva, Antonio Vaz da; Telles, Antonio da Cunha
Produtor associado: Antônio Carlos da Silveira Pinheiro, José Mindlin e Celso Lafer
Direção de produção: Gilvan Pereira, Carlos Mota Francisco Silva e Fernando Vendrell
Assistência de produção: Santos, Antonio; Domingues, Manuel; Vasques, José; Ribeiro, Arlinda; Miguel, Maria; Barreto, Carlos; Arimathea, José de
Empresa de figuração: Multidão
Direção de fotografia: Eduardo Serra
Câmera: Eduardo Serra
Assistência de câmera: Marcelo Durst, Nobre, Vitor; Brinco, José; Tuna, João; Costa, Tony
Fotografia de cena: Francesco, Luciana de
Chefe eletricista: Jorge Caldas
Eletricista: Sequeira, Carlos; Sales, Marco; Duarte, Paulo
Maquinista: Américo Pinto e Paulo Silva
Auxiliar de maquinista: Carlos Farinha
Direção de arte: Adrian Cooper
Cenografia: Roberto Mainiere
Assistência de cenografia: Vansolini, Antonio; Osório, Luiz Filipe; Ramos, Maria José; Moraes, Fernanda; Galfo, Vicente; Alfaiate, Antonio; Herriot, Beto; Teixeira, Luis Lacerda; Boavida, Isabel; Teixeira, Pedro
Montagem de cenário: Mayer, Augusto; Areal, Fernando; Monteiro, Luis; Ardura, Juan
Figurinos: Maria Gonzaga
Cabelereiro: Saufelix, Francisca; Matos, Alda
Maquiagem: Sesse, Miguel Cortez; Queiroga, Isabel
Assistência de maquiagem: Steen, Ana Van
Costureira: Assis, Irene; Branco, Eduarda; Silva, Fernanda; Simões, Manuela
Adereços: Grisante, Cândida; Oliveira, Fátima; Yves, Jean
Assistência de figurino: Pitanga, Marcia; Castro, Rosário; Amaral, Maria; Campos, Tereza; Henriques, Helena; Campos, Benilde; Ximena; Borges, Alexandra
Letreiros: Sillvina Stefano
Montagem: Lopes, José Manoel; Ribeiro, Pedro; Neskow, Branco
Assistente de montagem: Trindade, Graciette; Carrilho, Conceição
Roteiro de montagem: Ruy Guerra
Montagem de som: Branko Neskov
Direção de som: Branko Neskov
Som direto: Lopes, Carlos Alberto; Saed, Edinho
Mixagem: Branko Neskov
Assistente de som: Pedroso, Vasco; Bastos, Quintino
Música original: Rui Luis Pereira
Companhias Produtoras: Tatu Filmes Ltda. | AeB Produções | Animatógrafo Produção de Filmes | Metrofilme Actividades Cinematográficas
Companhias co-produtoras: Ministério da Cultura do Brasil | Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A. | Ipaca – Instituto Português da Arte Cinematográfica e Audiovisual
Companhias Produtoras Associadas: Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP | Brascan Imobiliária | Safra Associação Cultural e Promocional | Telem | Ticket Restaurante
Companhia Distribuidora: Riofilme

Brasil | Drama | cor | 35mm | 87 min. | 2.375m, 24q | 1995

Dados adicionais de música
Instrumentista: Pereira, Rui Luis – guitarras; Courinha, João – flautas, saxofone e sopros; Gil, José Pedro – sintetizadores, percussão e vozes; Azevedo, Carlos – órgão, cravo; Pessoa, Luis Sá – violoncelo e Passos, Carlos – violino

Locação: Lisboa – PT; Óbidos – PT; Mafra – PT

Prêmios

:: Melhor Filme; Melhor Ator Coadjuvante para José Lewgoy, no 28º Festival de Brasilía, 1995, Brasília – DF;
:: Melhor Direção de Arte para Adrian Cooper, no 28º Festival de Brasilía, 1995, Brasília – DF.
:: Melhor Som, no 28º Festival de Brasilía, 1995, Brasília – DF.
:: Melhor Ator Coadjuvante para José Lewgoy, no 36º Festival de Cartagena, 1996 – CO.
:: Primeiro Prêmio no HBO Brasil, 1, 1996.

Bibliografia

Links de Referência

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
ALSN/DFB-LM
FBR/28
FSESC/1996
Press-release
Folha de S. Paulo, 08.02.1992; 03.11.1995
Jornal do Brasil, 11.08.1995
Catálogo Riofilme
Riofilme/site

Fontes consultadas:
Jornal do Brasil, 05.07.1992

Internet:

ANCINE. Disponível no endereço: http://sad.ancine.gov.br/obrasnaopublicitarias/pesquisarCpbViaPortal/pesquisarCpbViaPortal.seam. Acesso em: 14.03.2018.
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. O Judeu. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/o-judeu/
RIOFILME. O Judeu. Disponível no endereço: http://www.riofilme.com.br/o-judeu-brasil-1996/

Observações:
Jornal do Brasil de 11.08.1995 publica que o filme possui 85 minutos de duração.
Participou do 28º Festival de Brasilía, 1995, Brasília – DF.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “O Judeu (1995)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.