fbpx

O Rei da Noite (1975)

Sinopse

São Paulo, década de 1940. Tertuliano, conhecido como Tezinho, termina o noivado com Aninha, que tem um sopro no coração. Em casa de uma amiga de sua mãe, conhece as três filhas da proprietária: Maria das Dores, Maria do Socorro e Maria das Graças. Namora das Dores mas a moça enlouquece. Tezinho passa a frequentar a vida boêmia, mantendo violento caso de amor com Pupi, cantora de cabaré, que o sustenta, e torna-se o rei da noite.

Paralelamente, casa-se com das Graças, que o transforma num marido frustrado pelas cenas de ciúmes e brigas constantes. Chegam a uma situação limite em que ela pede que ele a mate, para acabar com o sofrimento. Tezinho reencontra Pupi, envelhecida e doente, que o rejeita porque ele não assume a paternidade do filho de ambos. Em casa, Tezinho surpreende das Graças, na cama com um tabelião, e satisfaz seu velho pedido, envenenando-a. No velório, seduz a cunhada, do Socorro. Sua vida termina em total decadência física e social, vendendo bilhetes nas ruas de São Paulo.

A trajetória de Tertuliano, iniciada no cenário paulistano de 1920. Namorado de Aninha, dela se afasta a pedido dos pais da menina, que está com um sopro no coração. Inicia-se entre ambos uma correspondência para o resto da vida. Depois, a conselho da mãe, Tertuliano visita três irmãs casadeiras e começa a namorar a caçula, enquanto passa a frequentar a vida noturna na cidade e a manter um romance com Pupi, a rainha da noite. Briga com a primeira e passa a namorar a segunda das irmãs e se transforma num total explorador de Pupi, além de começar a beber. Depois se casa com a mais velha das três irmãs, que conhecera e seu envolvimento se torna trágico, com ela e com Pupi. Termina sua trajetória como vendedor de bilhetes de loteria, relembrando os tempos do Rei da Noite.

Elenco

Marília Pera …. Pupi
Paulo José …. Tertuliano
Vick Militello …. Maria das Graças
Pereira, Cristina (Maria das Dores)
Faria, Izadora de (Maria do Socorro)
Amaral, Iara (Mãe de Tezinho)
Real, Marcia (Dona Sinhá)
Bonfá, Ivete (Agripina)
Dorothée-Marie Bouvyer …. Aninha
Fontana, Emilio (Pai de Tezinho)
Curcio, Francisco (Tabelião)
Bucka, Carlos
Vascaino, Clemente
Neuza Borges
Roccio, Maria do
Mary, France
Holleben, Zanita von
Afonso, Cleber
Campos, Aurea
Marise, Gledi
Oneken, Carlos Andre
Teixeira, Nadia Luciano
Mauro, Renee
Garradi, Edmundo Alfredo
Lopes, Marina
Fustioni, Solange
Fernanda, Carla
Magalhães, Abilio Faria Ferreira
Marilva
Cerrute, Jorge
Aron, Francisco
Raffanti, Paulino
Lima, Nivaldo
Santoro, Gileno Del
Cassyl, Armando Michel
Lima, Nestor
Pessine, Orival
Augusto, Marco
Burza, Francisca, Maria
Myra
Teijido, Verônica
Fuentes, Dilma
Freitas, Stela
Rose, Deive
Domenico, Maria Eugenia Di
Stokles, Denise
Wikanski, Marta

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de O Rei da Noite (1975) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Hector Babenco
Argumento: Babenco, Hector
Roteiro: Hector Babenco e Orlando Senna
Assistência de direção: Duran, Jorge
Continuidade: Jardine, Marta
Produção: Pupo, Celso; Costa, Lilia; Martins, Nilson; Duarte, Felisberto; Meineschnvot, Darcy
Co-produção: Parrillo, Norma
Produtor associado: Gerber, Inácio
Gerente de produção: Gaspar, Nelson
Empresa de figuração: Prytt Promoções
Direção de Fotografia: Lauro Escorel
Câmera: Lauro Escorel
Assistência de câmera: Martim, Miguel; Farkas, Pedro
Efeitos especiais de fotografia: José, Geraldo
Fotografia de cena: Toledo, Ruth
Chefe eletricista: Ravagnoli, Antonio Francisco
Assistente de eletrecista: Warnovsky, Sergio; Gonçalves, José Manir
Direção de som: Caballar, Júlio Perez; Tavares, José
Sonografia: Caballar, Júlio Perez
Efeitos especiais de som: José, Geraldo
Som guia: Klotzel, André
Montagem: Renoldi, Sylvio
Assistente de montagem: Santos, Sergio Marcelino dos
Figurinos: Klawa, Laonte
Guarda-roupa: Gonzalves, Cecilia
Cenografia: Klawa, Laonte
Contra-regra/acessórios de cenografia: Martinez, Nelson
Cabelereiro: Gigliotte, Cecilio
Maquiagem: Nena
Direção musical: Herculano, Paulo
Companhia(s) produtora(s): H. B. Filmes Ltda.; José Pinto Produções Cinematográficas Ltda.
Companhia(s) co-produtora(s): Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.
Companhia(s) distribuidora(s): Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Dados adicionais de música
Título da música: Nostalgia
Regente Maestro: Lagnafieta, Hector

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Guia de Filmes, 61/62/63
Brasil Cinema, 1975
SESC/G 68
ALSN/DFB-LM
FBR/9
CA/AF
CB/EMB-110.1-00084

Fontes consultadas:
ACPJ/II
FBR/16

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. O Rei da Noite. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/o-rei-da-noite/

Observações:
Cortes no 3§ rolo quando aparece um casal na cama, ele, inteiramente despido sobre a mulher gorda, até o momento em que o homem vai abrir a porta para receber cumprimentos da vizinha, segundo anotações do material examinado.
ALSN/DFB-LM informa tratar-se do primeiro sucesso comercial de Babenco e indica 90 minutos de duração.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “O Rei da Noite (1975)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.