fbpx

O Rei está doente (2003)

Sinopse

Sete de fevereiro de 1969. Caninin, o maior boxeador do Paraná, é derrotado pelo pugilista amador Ale Kanson.

O curta utiliza imagens de arquivo em grande pesquisa histórica, para narrar o episódio da perda do cinturão por Caninin, o maior boxeador à época. A montagem rápida, seguida dos depoimentos de apenas os dois indivíduos envolvidos no certame são o destaque do audiovisual, premiado em diversos festivais.

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de O Rei está doente (2003) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Adriano Justino
Roteiro: Adriano Justino
Produção: Adriano Justino
Produção Executiva: Adriano Esturilho
Direção de Fotografia: Fernando Fefeco
Direção de Arte: Adriano Justino
Montagem: Eduargo Baggio e Décio Nossol
Som Direto: Sander Factory
Edição de som: Décio Nossol
Trilha original: Wandula

Brasil | 16 min. | 2003 | 35mm | Cor

Prêmios

:: Melhor Montagem no Primeiro Plano 2003 – Festival de Cinema de Juiz de Fora
:: 3º Lugar no Ação 4:3 em 2003
:: Melhor direção no ReCine – Mostra de Cinema de Arquivo em 2004
:: Melhor Diretor de Video no Curta Santos em 2004
:: Melhor Edição no Festival de Cinema, Vídeo e DCine de Curitiba em 2002
:: Melhor Vídeo pelo Júri Popular no Catarina Festival de Documentário em 2002

Bibliografia

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. O Rei está doente. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/o-rei-esta-doente/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.