fbpx

Patrícia Moran

Biografia

FOTO Patricia MoranPatrícia Moran Fernandes, em arte conhecida como Patrícia Moran, é uma cineasta brasileira natural de Belo Horizonte nascida em 1961. Graduada em história pela UFMG, é Mestre em Comunicação Social pela UFRJ e doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP. Divide sua atuação professional entre o ensino, a criação audiovisual e a pesquisa acadêmica. É Professora do Departamento de Rádio, Cinema e Televisão da ECA/USP, ministrando disciplinas no Curso Superior do Audiovisual e no Curso de Design. Participa de congressos e produz ensaios sobre a produção audiovisual contemporânea.

Na realização audiovisual se dedica desde o final da decada de 80 à direção e criação de documentários como Maldito Popular Brasileiro: Arnaldo Baptista (1990) e Clandestinos (2001/02). O último recebeu prêmios em diversos festivais no Brasil e exterior. Dirigiu o curta de ficção Plano-sequência selecionado para a Berlinalle 2003 e trabalhos poéticos com o video como Adeus, América (1996) e Sem a sua companhia (2005). Para a realização do roteiro de deu filme de longa-metragem Ponto Org, lançado em 2010, contou com o uma bolsa de artes da Vitae.

Concluiu recentemente sua pesquisa acadêmica A metáfora dos sentidos. A mesma analisa a poética de projeções em tempo real dos VJs tendo em vista noções como montagem e espacialização audiovisual.

Atualmente, desenvolve o roteiro do filme de longa-metragem Vendaval, vencedor do PROAC, São Paulo. Coordena, juntamente com Esther Hamburger a Coleção CINUSP que lançou os livros: Bresson, Machinima, Jonas Mekas, Mondo Tarantino, Zilemir Zilnik, Quebrada? Cinema e lutas sociais.

Filmografia

2010 :: Ponto Org
2005 :: Sem a sua companhia
2004 :: Detonacci
2002 :: Plano-sequência
1993 :: Maldito popular brasileiro: Arnaldo Baptista
1989 :: Ócio

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.