fbpx

Paulo Betti

Paulo Sérgio Betti, em arte mais conhecido como Paulo Betti, é um ator, cineasta, produtor e roteirista de cinema, televisão e teatro brasileiro nascido em Rafard, São Paulo, no dia 10 de setembro de 1952.

Muito jovem mudou-se com a família para Sorocaba (SP), onde começou sua carreira em 1969, fazendo teatro amador. Uma de suas primeiras peças foi O Pagador de Promessas, de Dias Gomes, no papel de Zé do Burro. De cara, ganhou o Prêmio Governador do Estado, como melhor ator do Estado de São Paulo.

Em seguida, mudou-se para a capital paulista e cursou a Escola de Arte Dramática. Fundou, na mesma época, o grupo teatral chamado Pessoal do Victor, que logo tornou-se um dos mais expressivos do país, com montagens importantes como O Processo, Cerimônia para um Negro Assassinado, Os Iqs e Na Carreira do Divino.

Sua estreia na televisão aconteceu em 1979 na novela Como Salvar meu Casamento, pela TV Tupi, mas ficou conhecido no Brasil por sua atuação em Os Imigrantes (1981), pela TV Bandeirantes.

Em 1984, transferiu-se para a TV Globo e estreou em Transas e Caretas (1984), atuando, entre outras, em A Próxima Vítima (1995) e A Indomada (1997).

Jogo Duro foi seu primeiro filme, em 1985. Atuou em muitos outros como Lamarca (1994), Ed Mort (1997), Um Anjo Trapalhão (2001) e Tapete Vermelho (2005).

Ainda na TV, brilhou em diversos episódios do programa Você Decide, entre 1992/2000 e nas novelas O Clone (2001), Desejos de Mulher (2002), Kubanacan (2003), a minissérie JK, em 2006, Paraíso Tropical (2007), Sete Pecados (2008) e Som e Fúria (2009).

Um de seus personagens marcantes do cinema reapareceu em Zuzu Angel. Também interpretou outro personagem histórico, como Visconde de Mauá, o Irineu Evangelista de Souza no filme Mauá: o imperador e o Rei.

Apresentou o programa Novos Nomes em Cena, no Canal Brasil, onde entrevistava atores jovens brasileiros.

Em 2005, estreou como diretor, ao lado de Clóvis Bueno no filme Cafundó, onde além de produzi-lo também fez uma pequena participação como um romeiro.

Em 2007, atuou na novela das sete, Sete Pecados, onde viveu Flavio um um arqueólogo milionário e pai da mimada Beatriz Priscila Fantin.

No Teatro, atuou em peças como O Doente Imaginário, de Molière; O Processo, de Franz Kafka; O Boca de Ouro, de Nelson Rodrigues; Viagem a Forli, de Mauro Rasi; O Inimigo do Povo, de Henrik Ibsen; O Homem que viu o Disco Voador, de Flávio Márcio; Como Aprendi a Dirigir um Carro, de Paula Vogel e Do Fundo do Lago Escuro, com texto e direção de Domingos Oliveira.

Entre 1973 e 1997, foi casado com a atriz Eliane Giardini, com quem teve duas filhas, Juliana Betti, nascida em 1977, e Mariana, nascida em 1981. Com sua segunda esposa, a também atriz Maria Ribeiro, teve um filho, João, nascido em 2003.

É um dos grandes atores da atualidade. Em 2005, a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, por meio da Coleção Aplauso, lança sua biografia, Paulo Betti: Na Carreira de um Sonhador, de autoria de Teté Ribeiro.

Filmografia

:: Filmografia como Ator ::

2021 :: O Pai da Rita
2018 :: O Paciente
2017 :: A Fera na Selva
2015 :: Chatô, o Rei do Brasil
2014 :: Infância
2013 :: Casa da Mãe Joana 2
2010 :: As Doze Estrelas
2009 :: A Mulher Invisível
2009 :: O que você faria com 1 milhão de reais?
2009 :: Garibaldi in America (Itália/Brasil)
2008 :: Cotidiano (CM)
2008 :: Casa da Mãe Joana
2008 :: Panair do Brasil …. Narração
2007 :: O Signo da Cidade
2006 :: Irma Vap – O Retorno
2006 :: Zuzu Angel
2006 :: A Grande Família – O Filme
2005 :: Cafundó
2005 :: Tapete Vermelho
2002 :: 35 – O Assalto ao Poder (narração)
2002 :: Querido Estranho
2001 :: Nelson Gonçalves – o Filme (narração)
2001 :: Onde Andará Petrúcio Felker (CM) (voz)
2000 :: Sabor da Terra – O Cinema de Humberto Mauro (narração)
2000 :: Os Idiotas Mesmo (CM) (voz)
2000 :: Oriundi, o Verdadeiro Amor é Imortal
2000 :: Um Anjo Trapalhão
1999 :: Mauá – O Imperador e o Rei
1998 :: O Toque do Oboé
1998 :: Guerra de Canudos
1997 :: O Amor Está no Ar
1997 :: Ed Mort
1996 :: Quem matou Pixote?
1995 :: Biu, a Vida Real não Tem Retake (CM)
1994 :: Lamarca
1989 :: Césio 137 – O Pesadelo de Goiânia
1989 :: Doida Demais
1987 :: Dedé Mamata
1987 :: Besame Mucho
1986 :: Cinderela
1986 :: Fonte de Saudade
1986 :: Bárbara (CM)
1985 :: Jogo duro

:: Filmografia como Diretor ::

2017 :: A Fera na Selva
2005 :: Cafundó (codir. Clóvis Bueno)

:: Filmografia como Roteirista ::

2017 :: A Fera na Selva

:: Filmografia como Ele Mesmo ::

1991 – O Canto da Terra
1978 – 32×78 (A Respeito do Movimento Constitucionalista de 1932) (CM)

Bibliografia

Livros:

RIBEIRO, Tete. Paulo Betti: na carreira de um sonhador. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2005.
SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Paulo Betti. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/paulo-betti/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]