fbpx

Paulo Cezar Saraceni (1933-2012)

Biografia

Paulo Cezar Saraceni foi um cineasta, roteirista, produtor e ator brasileiro nascido no Rio de Janeiro (RJ) no dia 05 de novembro de 1933.

Um dos fundadores do Cinema Novo e um dos primeiros cineastas do país a obter reconhecimento internacional, conquistando sete prêmios em festivais europeus com seu curta-metragem de estréia, Arraial do Cabo (1959).

Carioca de 1933, antes de ingressar na carreira de cineasta chegou a tentar uma carreira esportiva: nos anos 1950, jogou no time juvenil do Fluminense, além de praticar natação e pólo aquático. Descendente de imigrantes italianos, ganhou uma bolsa para estudar no Centro Experimental de Cinematografia, em Roma, logo após a repercussão de Arraial do Cabo.

De 1961 a 1962, realizou uma série de contatos com cineastas italianos, entre eles Bernardo Bertolucci e Guido Cosulich. Ainda na Itália, manteve uma intensa troca de correspondências com Glauber Rocha.

De volta ao Brasil, dirigiu Porto das Caixas (1962), que marcou sua primeira adaptação para as telas de romances do escritor Lúcio Cardoso. Fez também uma versão bem pessoal para Dom Casmurro, o clássico de Machado de Assis, em Capitu (1968), com roteiro de Paulo Emílio Sales Gomes e Lygia Fagundes Telles. O segundo livro de Lúcio Cardoso adaptado por Saraceni foi A casa assassinada (1971). A trilogia se fechou com O viajante (1998). Realizou ainda os longas Amor, carnaval e sonhos (1972), Anchieta, José do Brasil (1977), Ao sul do meu corpo (1981), Natal da Portela (1988) e o documentário

Publicações

SARACENI, Paulo Cesar. Por dentro do Cinema Novo: minha viagem. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993.

Bibliografia

Livros:

SARACENI, Paulo Cesar. Por dentro do Cinema Novo: minha viagem. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]