fbpx

Paulo Gustavo (1978-2021)

FOTO Paulo GustavoPaulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros, em arte conhecido como Paulo Gustavo, foi um ator, comediante, roteirista e dramaturgo brasileiro nascido em Niterói (RJ) no dia 30 de outubro de 1978. Formado na CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), Paulo Gustavo se destacou na nova geração de comediantes brasileiros pelo humor sutil/dinâmico e espontâneo.

Ganhou visibilidade no final de 2004, quando integrou o elenco da peça Surto, comédia de grande sucesso de público e crítica. Na ocasião, apresentou a divertida Dona Hermínia, que se tornaria uma de suas personagens mais conhecidas.

Após sua formatura, em 2005, deixou o elenco de Surto e passou a integrar a peça Infraturas, de Fábio Porchat, que esteve em cartaz até o início de 2006, sob a direção da atriz Malu Valle. No mesmo ano, apresentou também o espetáculo João Ternura, sob a direção de Marcus Alvisi.

Em 2006, estreou o espetáculo Minha Mãe É Uma Peça, sob a direção de João Fonseca. Com texto de sua autoria, o monólogo foi resultado do amadurecimento da personagem Dona Hermínia, declaradamente inspirada em sua mãe. A brilhante atuação lhe rendeu uma indicação ao Prêmio Shell de Melhor Ator. Há mais de sete anos em cartaz, Minha Mãe É Uma Peça consagrou-se como um fenômeno de público e já levou mais de dois milhões de pessoas ao teatro pelo país.

Depois de quatro anos de sucesso com Minha Mãe É Uma Peça, Paulo Gustavo subiu ao palco novamente sozinho – dessa vez descaracterizado – para apresentar o espetáculo Hiperativo, dirigido por Fernando Caruso. Nesse stand up comedy, ele satiriza o comportamento e as relações humanas, mostrando como nossas neuroses e paranoias podem ser engraçadas.

Fora dos palcos, começou com participações em produções para TV como Minha Nada Mole Vida, A Diarista, Casos E Acasos e Sítio Do Pica-Pau Amarelo; além dos filmes Xuxa em O Mistério de Feiurinha e Guerra dos Rocha. Destacou-se principalmente pela atuação no filme e seriado Divã, onde interpretou o cabeleireiro Reneè.

Mas o sucesso na TV ocorreu, de fato, a partir de 2011, com a estreia do seu primeiro programa televisivo: o humorístico 220 Volts. Na atração, exibida semanalmente pelo Multishow, Paulo Gustavo demonstrava sua extrema versatilidade ao dar vida aos mais variados personagens, além da consagrada Dona Hermínia. O programa teve duração de quatro temporadas, atingindo em pouco tempo um dos maiores índices de audiência do canal.

Da parceria com o canal Multishow resultaram também outros trabalhos de sucesso, como o sitcom Vai Que Cola, do qual integra o elenco fixo. Caminhando para a sua segunda temporada, a atração foi muito bem recebida pelo público e se tornou a produção nacional de maior audiência da TV paga nos últimos dez anos. O canal exibiu também o programa Paulo Gustavo na Estrada, reality que acompanha as aventuras do ator em suas turnês pelo país.

O sucesso estrondoso de Minha Mãe É Uma Peça no teatro rendeu, ainda, uma adaptação para o cinema, intitulada Minha Mãe É Uma Peça – O Filme lançada em junho de 2013. Comemorando mais um recorde, o longa tornou-se a produção nacional de maior bilheteria e maior faturamento do ano.

E Paulo Gustavo não parou por aí. Em seu projeto mais recente, aventura-se em outra adaptação. No espetáculo 220 Volts, que estreou em maio, leva as personagens femininas do programa de televisão para o teatro. O ator já estreou com as primeiras três semanas da temporada esgotadas. Os ingressos para o primeiro final de semana sumiram antes mesmo que o primeiro anúncio fosse publicado no jornal. Resultado do boca a boca feito pelas 40 mil pessoas que abarrotaram os teatros das oito cidades onde o espetáculo já esteve: de Porto Alegre a Paulínia, passando por Aracaju e Goiânia.

No dia 13 de março de 2021, Paulo Gustavo foi internado no Hospital Copa Star, no Rio de Janeiro, com diagnóstico de Covid-19. Em 19 de março, ele apresentou melhora no quadro geral, o que poderia indicar uma recuperação. Três dias depois, no entanto, a situação regrediu e o ator, roteirista e comediante precisou ser intubado. Daí, passou a enfrentar diversas complicações provocadas pela Covid-19. Depois de cinquenta dias, vinha apresentando melhoras significativas, chegou a ter redução de sedativos e bloqueadores e interagir com médicos e também com o marido, Thales Bretas. No entanto, dia 02 de maio, sofreu uma embolia pulmonar e seu quadro de saúde passou a ser crítico levando-o a quadro quadro irreversível, mas mantinha os sinais vitais. No entanto, foi constatada a morte do ator na noite do dia 04 de maio.

Como artista, Paulo Gustavo construiu uma trajetória profissional meteórica de muito sucesso e que, infelizmente, justamente no melhor momento pessoal em que vivia, teve sua vida ceifada pela Covid-19 somando-se a milhares de vítimas da pandemia.

Filmografia

:: Filmografia como Ator ::

2020 :: Agentes Especiais (Em Finalização)
2019 :: Minha Mãe é uma Peça 3
2018 :: Minha Vida em Marte
2016 :: Minha Mãe é uma Peça 2
2015 :: Vai que rola – O Filme
2014 :: Os Homens são de Marte… E é pra lá que eu vou
2013 :: Minha mãe é uma peça – O Filme
2009 :: Divã
2009 :: Xuxa em O Mistério de Feiurinha
2008 :: Guerra dos Rocha

:: Filmografia como Roteirista ::

2016 :: Minha Mãe é uma Peça 2

Publicações

GUSTAVO, Paulo. Minha Mãe É Uma Peça. Rio de Janeiro: Objetiva, 2015.

Bibliografia

Internet:

G1. Paulo Gustavo tem quadro irreversível, mas mantém sinais vitais, diz boletim médico. Disponível no endereço: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2021/05/04/quadro-de-paulo-gustavo-e-irreversivel-aponta-boletim.ghtml
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Paulo Gustavo. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/monica-martelli/
Ator Paulo Gustavo morre de covid-19 aos 42 anos. Disponível no endereço: https://www.jb.com.br/obituario/2021/05/1029983-ator-paulo-gustavo-morre-de-covid-19-aos-42-anos.html
PAULO GUSTAVO – SITE OFICIAL. Disponível no endereço: http://www.paulogustavo.com.br/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “Paulo Gustavo (1978-2021)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.