fbpx

Pedro Bronz, edt

FOTO Pedro BronzPedro Bronz é um cineasta, diretor de fotografia, montador e músico brasileiro. Formado em jornalismo pela PUC-Rio em 1997, trabalha no mercado audiovisual desde 1993, passando por todas as fases de realização de um filme, como montador, produtor, câmera, roteirista e até diretor.

Em 2000, abre a produtora de cinema Cineclube Pela Madrugada, com o objetivo de realizar suas produções independentes. Paralelo ao trabalho de realizador produziu diversos eventos de exibição cinematográfica.

No mesmo ano, foi criador, em 2000, da mostra O Incinerasta (na Fundição Progresso), uma das primeiras mostras a resgatar o espírito Cineclubista.

Seguindo no setor de promoção e exibição audiovisual, em 2003, ajuda a criar e faz a curadoria da Mostra do Filme Livre, evento realizado anualmente até hoje no CCBB, considerado o maior panorama brasileiro do cinema independente da atualidade. Em 2005, produz no Circo Voador o evento multimídia Atacadão dos Filmes, programa de auditório eletrônico, que levava a cada edição em torno de 1.000 pessoas a casa de espetáculo.

O primeiro longa que montou foi o documentário Língua – Vidas em português (2001), de Victor Lopes. Estreou na direção ao lado de Roberto Berliner em Herbert de perto (2009), sobre a vida do músico Herbert Viana.

Na TV, foi Montador do Programa Muvuca, de Regina Case, na Rede Globo. Foi Diretor dos vídeosclipes: Vital e sua moto, dos Paralamas do Sucesso e Gravado no Rio, da banda Fellini, entre outros.

Diretor da série Os Grandes Clássicos do Flamengo e de vídeos institucionais Hotéis Everest, Devon, TAM, Asas de um Sonho, entre outros. No cinema, foi montador dos trailers dos filmes Achados e Perdidos, Dois Perdidos numa noite suja, Garotas do ABC, Mauá, Orquestra dos meninos, entre outros.

Filmografia

:: Filmografia como Montador ::

2018 :: Rindo à Toa – Humor Sem Limites
2015 :: Nise – O Coração da Loucura
2015 :: Pequeno dicionário amoroso 2 (2015), de Sandra Werneck e Mauro Farias
2013 :: A farra do circo
2013 :: Getúlio, de João Jardim
2012 :: Disparos
2011 :: Prova de Artista
2009 :: Olhos azuis, de José Joffily
2007 :: A paixão segundo Callado, direção José Jofilly
2006 :: Herbert de perto
2002 :: 35: O Assalto ao Poder, direção Eduardo Escorel
2001 :: Língua – Vidas em português
:: João. Direção Beto Macedo/André Ike Siqueira

:: Filmografia como Diretor ::

2013 :: A farra do circo (codir. Roberto Berliner)
2006 :: Herbert de perto (codir. Roberto Berliner)
:: O Fio da Meada
:: Breve
:: Deus dá Fome
:: Liberdade é apenas um detalhe

:: Filmografia como Diretor de fotografia ::

2010 :: As cartas psicografadas por Chico Xavier, de Cristiana Grumbach
:: Operação Morengueira
:: A festa que caiu do Céu
:: São Jorge de Camunguelo
:: Tem alguém aí
:: Acossada
:: As Cartas, direção Cristiana Gumbach

:: Filmografia como Compositor de Trilha Sonora ::

2018 :: Rindo à Toa – Humor Sem Limites

:: Filmografia como Ele Mesmo ::

2019 :: Na Ilha

Prêmios

:: Prêmio de melhor montagem de documentário no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro.

Bibliografia

Internet:

CINECLUBE PELA MADRUGADA. Disponível no endereço: http://www.pelamadrugada.com.br/
EDT. Pedro Bronz. Disponível no endereço: http://edt.org.br/associados/pedro-bronz/
FILME B. Pedro Bronz. Disponível no endereço: http://www.filmeb.com.br/quem-e-quem/diretor-diretor-de-fotografia-montador/pedro-bronz
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Pedro Bronz. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/pedro-bronz/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

3 comentários sobre “Pedro Bronz, edt

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.