fbpx

Pra morrer basta tá vivo (2015)

Sinopse

Quando as empreiteiras do Rio cavam fundo demais, despertam Murphy, soterrado vivo há muito tempo. Agora, o fantasma vaga pela Cidade Maravilhosa.

Elenco

Rodrigo Abreu
Larissa Siqueira da Cunha
Victoria Vasconcelos

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Pra morrer basta tá vivo (2015) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Ian Capillé
Assistência de direção: Luciano Carneiro
produção executiva: Rebeca Fortes e Ian Capillé
fotografia: Carol Perdigão
direção de arte: Manu Libman
Montagem: Ian Capillé
captação de som direto e desenho de som: Guilherme Farkas
artista de foley: Marco Klein
edição de som: Raul Jooken e Guilherme Farkas
mixagem 5.1 / re-recoding mixer: Ariel Henrique (estúdio Cinecolor Digital)
Empresa Produtora: Filmes Fantastma | Inquietos Produções

20′ / COR / RJ / 5.1

Bibliografia

Livros:

Internet:

GUILHERME FARKAS. Pra morrer basta tá vivo. Disponível no endereço: https://guifarkas.com/filter/short/Pra-morrer-basta-ta-vivo-2015
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Pra morrer basta tá vivo. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/pra-morrer-basta-ta-vivo/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.