fbpx

Primeiro Plano 2007 – Festival de Cinema de Juiz de Fora

Evento

O Primeiro Plano 2007 – Festival de Cinema de Juiz de Fora, em seu sexto ano, realizou pela primeira vez uma edição temática. O evento tratou do impacto das tecnologias digitais no cinema. Com slogan Cinedigitais, o festival procurou trazer a discussão das novas tecnologias no nível teórico e prático do fazer cinematográfico. Nesse caminho, realizou a PRIMEIRA exibição digital em Juiz de Fora, no Cine-Theatro Central.

Uma realização do Luzes da Cidade – Grupo de Cinéfilos e Produtores Culturais, com patrocínio máster da Cemig/Governo de Minas Gerais, patrocínio da MRS Logística SA, com co-patrocínio do Ministério da Cultura/ Fundo Nacional de Cultura/ Secretaria do Audiovisual, da Prefeitura de Juiz de Fora/Funalfa e da Universidade Federal de Juiz de Fora, com divulgação da Panorama, com apoio inestimável do Moviecom Alameda; do Espaço Unibanco de Cinema; do CTAv; da Kodak Brasileira; do Meios e Mídias Comunicação; da Link Digital; da Camilo dos Santos; da Schincariol; da Videosol; da Magnífica Cachaça do Brasil; da Vinícola Salton; do MAM – Museu de Arte Moderna Murilo Mendes; do Constantino Hotel e Eventos; do Café Toko; do Estação Geraes; do Centro Cultural Bernardo Mascarenhas; do Cine-Theatro Central; do CineArte Palace; da Prefeitura do Rio de Janeiro; da Dezenove Som e Imagem; da Cinemateca do MAM; da Cinemateca Brasileira; da Pandora Filmes e do Majestic Colonial Hotel, com promoção do Canal Brasil; da Revista de Cinema; do Curta o Curta e da Revista Coquetel, o festival aconteceu entre os dias 6 a 12 de novembro de 2007 no Moviecom Alameda, no Cine-Theatro Central, no Espaço Unibanco Palace, no Parque Halfeld, no MAMM – Museu de Arte Moderna Murilo Mendes, no Centro Cultural Bernardo Mascarenhas e na Casa de Cultura da UFJF.

O evento abriu com o curta A Demolição, do juiz-forano Aleques Eiterer, e com o longa Podecrer, de Arthur Fontes, e exibiu 80 trabalhos dentro das mostras competitivas de filmes e vídeo, além da Mostra Audiovisual de Juiz de Fora, Plano Animado e da Sessão Escola. Neste ano, realizou mostras paralelas como a Mostra Mercocidades e a Mostra Filme em Minas, e uma homenagem aos diretores Michelangelo Antonioni e Ingmar Bergman. Exibiu também o Resgate Primeiro Plano com o filme Navalha na Carne, de Braz Cheadiak. Houve ainda oficinas e debates gratuitos. Tivemos um público estimado em cinco mil pessoas. O festival também recebeu convidados de várias partes do Brasil.

Selecionados

Mostra Competitiva Nacional

Mostra Competitiva Regional

Premiados

No encerramento, foi exibido os principais premiados da edição anterior e foram entregues os prêmios aos trabalhos abaixo relacionados:

Melhor Filme: Balada das Duas Mocinhas de Botafogo, de João Caetano Feyer e Fernando Valle.
Melhor Direção: João Caetano Feyer e Fernando Valle, por Balada das duas mocinhas de Botafogo.
Melhor Roteiro: Ian SBF, por O Lobinho Nunca Mente.
Melhor Filme pelo Voto do Público: Vida Maria, de Márcio Ramos.
Melhor Vídeo pelo Voto do Público: Segunda Atitude, de Lucas Mendonça.

Bibliografia

Internet:

PRIMEIRO PLANO. http://www.primeiroplano.art.br

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]