fbpx

Quebrando a cara (1977)

Sinopse

Quebrando a cara é um documentário brasileiro sobre o mundo do boxe, dirigido em 1977 por Ugo Giorgetti. O filme destaca o pugilista Éder Jofre, com imagens de suas lutas históricas, algumas com locuções originais para o rádio e depois televisão.

O filme fala da infância de Éder no Parque Peruche, bairro operário de São Paulo. Mostra depoimentos de vários membros das famílias Jofre e também dos Zumbano, parentes e conhecidos igualmente pela atividades e paixão pelo boxe. Há depoimentos de Tonico e Mauro pelo lado dos Jofres, que falam das lutas de Éder que acompanharam de perto, além das lembranças da família e fotos dos já falecidos, principalmente o pai de Éder, Kid Jofre; e dentre os Zumbanos destaca-se a história de Olga Zumbano, famosa lutadora de vale-tudo que tinha um circo e se apresentou em exibições por todo o Brasil; Ralph Zumbano, que era dono de academia de boxe e foi um lutador respeitável antes de Éder; e o “Zumbanão”, boxeador, brigador de rua e boêmio que se tornou notório nas noites de São Paulo.

As imagens trazem as lutas principais de Éder, principalmente os embates de 1960 contra Joe Mendel (para decidir o desafiante do campeão mundial) e a grande vitória sobre o mexicano Eloy Sanchez pelo título mundial dos Peso-Galo, em Los Angeles. Éder unificaria o título da categoria em 1962, superando Johnny Caldwell. Aparece também a derrota em 1966 para o japonês Harada (o único lutador que conseguiu vencer Éder profisssionalmente) e o retorno ao título mundial na categoria Peso-Pena, conseguido com uma vitória por pontos contra o cubano José Legrá, numa luta em São Paulo em 1973.

Elenco

Eder Jofre

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Quebrando a cara que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Ugo Giorgetti
Roteiro:
Produção Executiva:
Produção:
Assistente de Produção:
Direção de Fotografia:
Operador de Câmera:
Assistente de Câmera:
Diretor de Arte:
Desenho de Produção:
Figurinista:
Cenografia:
Montador:
Som:
Edição de Som:
Empresa Produtora:
Empresa Coprodutora:
Empresa Distribuidora:

Bibliografia

Livros:

. . : , .

Internet:

.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.