fbpx

Rafael Justo Valverde (1924-1986)

Rafael Justo Valverde foi um montador brasileiro nascido em 1924.

Começou como mecânico na Atlântida e revelou-se montador trabalhando com Moacyr Fenelon em Obrigado Doutor (1948).

Montou mais de cem filmes em quarenta anos de carreira, entre os quais Agulha no Palheiro e Rua sem Sol (1954), de Alex Viany; Rio 40 graus (1955), Boca de Ouro (1963) e Vidas Secas (1963), Azyllo muito Louco (1970), de Nelson Pereira dos Santos; Assalto ao Trem Pagador (1962), de Roberto Farias; Deus e o diabo na terra do sol (1964), de Glauber Rocha; Toda nudez será castigada (1972), de Arnaldo Jabor, entre inúmeros outros.

Faleceu em 1986.

Filmografia

1983 :: Atrapalhando a Suate
1974 :: A Rainha Diaba
1973 :: Um Virgem na Praça
1972 :: Toda nudez será castigada
1972 :: Os Machões
1971 :: Roberto Carlos a 300 km por hora
1971 :: Em Família
1970 :: Azyllo muito Louco
1969 :: A Penúltima Donzela
1968 :: A Noite do Meu Bem
1968 :: Fome de Amor
1967 :: Mar Corrente
1966 :: Engraçadinha depois dos Trinta
1966 :: 007 1/2 no Carnaval
1965 :: Um Ramo para Luisa
1965 :: Na Onda do Iê-Iê-Iê
1964 :: Deus e o diabo na terra do sol
1963 :: Vidas Secas
1963 :: Boca de Ouro
1962 :: Assalto ao Trem Pagador
1960 :: Entrei de Gaiato
1958 :: De Pernas Pro Ar
1955 :: Rio 40 graus
1954 :: Rua sem Sol
:: Agulha no Palheiro
1948 :: Obrigado Doutor

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Rafael Justo Valverde. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/rafael-justo-valverde/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.